Autarquias Teresa Leal Coelho sobre Manuel Salgado: “O PSD é um partido de palavra”

Teresa Leal Coelho sobre Manuel Salgado: “O PSD é um partido de palavra”

A vereadora do PSD prepara-se para viabilizar a permanência de Manuel Salgado na liderança da empresa municipal de obras de Lisboa, dando a mão a Fernando Medina contra a vontade da concelhia do partido. O PSD, justifica, “tem de ser um partido de palavra”.
Teresa Leal Coelho sobre Manuel Salgado: “O PSD é um partido de palavra”
Pedro Catarino/Correio da Manhã
Filomena Lança 18 de outubro de 2019 às 13:25

O PSD "assumiu há dois meses uma posição pública dizendo que iria viabilizar a recondução de Manuel Salgado na SRU" e "posicionou-se publicamente dessa forma", pelo que será dessa forma que deve agora votar. As declarações são de Teresa Leal Coelho, vereadora do PSD na Câmara de Lisboa, que se prepara para votar favoravelmente a proposta de Fernando Medina para manter o ex-vereador do urbanismo à frente da empresa municipal de obras.

 

Com apenas oito vereadores, o PS precisa de mais um voto para fazer vingar a sua opção, sendo que a oposição em peso está contra, incluindo o outro vereador do PSD, João Pedro Costa.

 

Acontece que, afirma Teresa Leal Coelho em declarações ao Negócios, "há dois meses o vereador João Pedro Costa prestou declarações públicas afirmando que o PSD iria votar a favor e viabilizar a recondução de Manuel Salgado na SRU" e "eu concordei com ele". Assim sendo, acrescenta, "o PSD tem de ser um partido de palavra. Não anda à deriva. E deve assumir as suas opções. Quando um compromisso é publico é para com todos, incluindo o PS, o presidente Fernando Medina e o arquiteto Manuel Salgado".

 

A proposta de Fernando Medina ia ser votada em reunião de câmara esta quinta-feira, mas acabaria por ser retirada perante a evidência de que iria ser chumbada. Em declarações ao Negócios, os vereadores da oposição explicaram que seria essa a sua opção, incluindo o vereador João Pedro Costa, do PSD.

 

Entretanto, e perante a possibilidade de Teresa Leal Coelho votar a favor, ao arrepio do partido, começaram a surgir críticas nas redes sociais, vindas de figuras do PSD na distrital de Lisboa.

 

Foi o caso de Luis Newton, que lidera os deputados laranja na assembleia municipal, e que escreveu na sua página do Facebook: "Depois de deixar a vereação e abandonar o pelouro do Urbanismo, onde reinou como senhor absoluto durante 12 anos, Manuel Salgado quer agora continuar a sua 'obra' no recato da SRU, sem o incómodo do escrutínio público". Manuel Salgado "diz que se reforma, mas quer continuar a definir os destinos do urbanismo na cidade. Um insulto à inteligência da população de Lisboa", e isso "é intolerável!". E rematou: "Quem votar a favor de tal proposta ou se abstiver de forma cúmplice, será co-responsável pela continuação dos desmandos urbanísticos na cidade de Lisboa, traindo a confiança de todos aqueles que os elegeram".

 

"O PSD é um partido de palavra e eu atuo em representação do PSD honrando esse perfil do PSD. Se o PSD se compromete publicamente a uma determinada tomada de posição, tem de a cumprir. A menos que haja factos novos, que não sejam redes sociais a borbulhar", afirma Teresa Leal Coelho. "Lamento, mas não acompanho. Eu honro a palavra que o PSD assume", insiste.




pub

Marketing Automation certified by E-GOI