Contratos da semana  Contrato da semana: Agência para a Gestão de Fogos vai gastar quase um milhão em campanha de sensibilização

Contrato da semana: Agência para a Gestão de Fogos vai gastar quase um milhão em campanha de sensibilização

Na última semana foram publicados no portal Base 2.534 contratos de empreitadas e de aquisição de bens e serviços no valor global de 201,1 milhões de euros. Deste total, 1267 foram por ajuste direto (29,2 milhões) e 266 após concurso público (123,5 milhões de euros).
 Contrato da semana: Agência para a Gestão de Fogos vai gastar quase um milhão em campanha de sensibilização
Miguel A. Lopes/Lusa
João D'Espiney 08 de março de 2019 às 15:07

A Agência para a Gestão Integrada de Fogos Rurais vai gastar quase um milhão de euros numa campanha de sensibilização para a prevenção dos incêndios este ano.

 

De acordo com os procedimentos publicados esta semana no portal Base, esta agência contratou os serviços de duas empresas: a Tempo Media – Agência de Meios, por 374,2 mil euros (mais IVA), e a BBDO por 323 mil euros (mais IVA).

No primeiro caso, o contrato por ajuste direto tem a duração de dois meses e visa "a campanha nacional de sensibilização para a prevenção de fogos junto de órgãos de comunicação social de grande alcance".


Já o contrato com a agência de publicidade, feito também por ajuste direto, tem a duração de 365 dias.

 

Desde que foi criada em Outubro de 2017, esta agência que tem como missão a análise integrada, o planeamento, a avaliação e a coordenação estratégica do sistema de gestão integrada de fogos rurais, já publicou um total de 33 contratos no montante global de 1,6 milhões de euros.

Só na última semana foram publicados nove por um valor total de mais de um milhão de euros. Além dos dois procedimentos já referidos, esta agência vai pagar 205 mil euros à empresa Krypton – Produção de ideiais para Comunicação pela realização de "vídeos promocionais para a sensibilização para a prevenção de incêndios".

 

A agência vai gastar ainda 52 mil euros pela realização de um "estudo de opinião sobre a eficácia das campanhas de sensibilização da população denominadas "Aldeia Segura/Pessoa Segura" e "Floresta Segura"; 16 mil euros pelos serviços de consultoria em pirometeorologia da empresa Eagle Fire Wethar; e 19,2 mil euros em rádios SIRESP.

 

Finalmente, foi ainda publicado um contrato de aquisição de serviços de consultoria da Unipartner "para levantamento e modelação de processos de negócio do Sistema de Gestão Integrada de Fogos Rurais".

 

1.267 ajustes diretos

Na última semana foram publicados no portal Base 2.534 contratos de empreitadas e de aquisição de bens e serviços no valor global de 201,1 milhões de euros. Deste total, 1267 foram por ajuste direto (29,2 milhões) e 266 após concurso público (123,5 milhões de euros).

OUTROS CONTRATOS


Parque Escolar paga 10,5 milhões pela reabilitação do Conservatório Nacional


A Parque Escolar vai pagar 10,5 milhões de euros na empreitada de reabilitação das Escolas Artísticas de Música e Dança do Conservatório Nacional, em Lisboa.

O concurso público internacional da empreitada foi ganho pela empresa Tomás de Oliveira e tem um prazo de execução de 548 dias.

 

As obras são reclamadas há muitos anos por alunos e professores do Conservatório mas o projecto de requalificação só foi lançado em junho de 2018 e na altura não conseguiu angariar interessados para a realização da empreitada.

O custo no concurso público inicial era de 9,2 milhões, mas foi aumentado para os 10,5 milhões devido "às condições do mercado", segundo disse na altura ao Público uma fonte do Ministério da Educação.

O contrato ainda está sujeito ao visto prévio do Tribunal de Contas.


MAI gasta mais de 800 mil euros em projeto para voto eletrónico

A Secretaria-Geral do Ministério da Administração Interna vai gastar 856,9 mil euros na aquisição de bens e serviços para a implementação de um projeto piloto de voto eletrónico presencial no distrito de Évora para as eleições para o Parlamento Europeu.

Os gastos estão definidos em dois contratos: um de 598,2 mil euros pelos serviços de implementação do projeto e um segundo de 258,7 mil euros pela aquisição de bens para implementar o referido projeto.

Em ambos os casos, o concurso público foi ganho pelo consórcio composto pelas empresas Meo, Indra Sistemas Portugal e Indra Sistemas. 

NOTA

"Contratos da semana" é a rubrica semanal do Negócios. Todas as sextas-feiras, o leitor poderá ficar a saber os principais procedimentos de aquisição de bens e serviços e empreitadas de obras públicas dos organismos e entidades da Administração Central, Local, Regional e do Sector Empresarial do Estado que foram publicados no portal Base na última semana. Mais do que concluir se o dinheiro dos contribuintes está ou não a ser bem aplicado, o objectivo desta nova rubrica é dar uma ideia aos leitores sobre as áreas e o valor das despesas do dia-a-dia dos nossos serviços públicos, destacando sempre os 10 procedimentos contratuais mais elevados e alguns dos contratos mais curiosos.




pub

Marketing Automation certified by E-GOI