Contratos da semana Contrato da semana: Seguro da frota automóvel da Infraestruturas de Portugal custa 450 mil euros

Contrato da semana: Seguro da frota automóvel da Infraestruturas de Portugal custa 450 mil euros

Na última semana foram publicados no portal Base 2.957 contratos de empreitadas e de aquisição de bens e serviços no montante global de 164,4 milhões de euros. Deste total, 1.408 foram por ajuste direto (36,3 milhões) e 297 através de concurso público (63 milhões).
Contrato da semana: Seguro da frota automóvel da Infraestruturas de Portugal custa 450 mil euros
Bruno Colaço
João D'Espiney 22 de março de 2019 às 15:07

O grupo Infraestruturas de Portugal vai pagar 450,2 mil euros (mais IVA) pelo seguro da frota automóvel em 2019.

De acordo com o contrato publicado esta semana, o concurso público lançado pela empresa pública que resultou da fusão entre a Rede Ferroviária Nacional (Refer) e a Estradas de Portugal (EP) foi ganho pela companhia de seguros Fidelidade.

A maior fatia do valor do contrato será suportado pela Infraestruturas de Portugal (397,8 mil euros, mais IVA), seguido pela IP Engenharia (22,3 mil), a IP Telecom (21 mil) e a IP Património (8,9 mil).

O documento é omisso quanto ao número de automóveis que integram a frota de cada uma das empresas e no site do grupo também não foi possível obter esta informação.

O contrato, assinado no dia 8 de fevereiro, ainda está sujeito a visto prévio do Tribunal de Contas.

1.408 AJUSTES DIRETOS

Na última semana foram publicados no portal Base 2.957 contratos de empreitadas e de aquisição de bens e serviços no montante global de 164,4 milhões de euros. Deste total, 1.408 foram por ajuste direto (36,3 milhões) e 297 através de concurso público (63 milhões).


OUTROS CONTRATOS

Sete empresas do Grupo Águas de Portugal gastam 1,1 milhões em cloro

Sete empresas do Grupo Águas de Portugal vão gastar mais de 1,1 milhões de euros na compra de cloro para este ano, de acordo com os oito contratos publicados esta semana no portal Base.

Só a EPAL – Empresa Portuguesa de Águas Livres, SA, é responsável por quase metade deste montante. O maior contrato, no valor de 408,3 mil euros (mais IVA), foi assinado com a empresa Rivaz Química após concurso público.

Esta empresa celebrou ainda mais um procedimento, desta feita com a empresa Bondalti Chemicals, SA, por 66,3 mil euros (mais IVA).

A Águas do Vale do Tejo assinou o segundo contrato mais elevado por um valor de 231 mil euros, seguido pela Águas do Douro e Paiva (145,6 mil euros), pela Águas do Algarve (125,3 mil), Águas do Centro Litoral (95,8 mil), Águas de Santo André (73,7 mil) e Águas Públicas do Altentejo (33,4 mil).

Todos estes contratos foram celebrados com a Bondalti Chemicals após concurso público.


Câmara de Oliveira do Hospital avança com empreitada urgente pelos incêndios de...2017

A câmara municipal de Oliveira do Hospital adjudicou uma "empreitada de intervenções urgentes de regularização fluvial nas áreas afetadas pelos incêndios florestais ocorridos entre agosto e outubro de 2017".

Apesar da urgência da intervenção da regularização do rio Alva/Alvoco, o contrato só foi assinado no dia 1 de março e tem um prazo de execução de seis meses.

O contrato tem um custo de 265,7 mil euros, mais IVA, e foi celebrado com a empresa Irmãos Lopes & Carodoso após concurso público.

CP gasta 182,1 mil euros em vestuário de inverno...

A CP - Comboios de Portugal pagou 182,1 mil euros, mais IVA, pela aquisição de vestuário de serviço de inverno.

O contrato, assinado no dia 20 de novembro de 2018, foi feito por ajuste direto com a empresa Torfal - Artigos de Pronto a Vestir, Lda.

De acordo com o anexo ao contrato, a compra inclui 3.713 peças de roupa masculina e 978 feminina, e abrange comerciais, motoristas da administração e operadores de transporte de material.

A primeira entrega foi feita até 30 de novembro de 2018. Para os comerciais masculinos, o contrato prevê a aquisição de duas mil camisas (ao preço unitário de 11,67 euros), 450 calças (22,53 euros), 450 casacos (59,25), 310 gravatas (5,72), 201 cintos de pele (5,91) e 200 pullovers (18,82).

Já para os comerciais femininos o contrato inclui 500 camisas (ao preço unitário de 11,76 euros), 156 camisolas de malha (17,16), 156 casacos de malha (19,07), 126 lenços (10,80) e 40 calças (20,63 euros).

Para os motoristas da administração e operadores de transporte de material, a empresa comprou 70 blusões (ao preço unitário de 28,32 euros), 20 polos piquet (16,28), seis casacos azuis (59,25) e seis calças azuis (22,63).

A segunda entrega, que foi efetuada até ao final de janeiro, compreendia 500 parkas, 444 casacos e 350 calças (fardamento masculino); e 290 casacos, 290 parkas e 110 calças (fardamento feminino).


...e a Marinha 52 mil para a época balnear

 

A Marinha - Direção de Abastecimento acaba de adquirir novo fardamento para a época balnear no valor de 52 mil euros.

O contrato, assinado com a empresa Anbaco - Representações & Confeções de Vestuário após consulta prévia, revela que o fardamento é para "os militares (motorizados) empenhados na vigilância e assistência a banhistas nas áreas não concessionadas na época balnear 2019".

O anexo com as especificações do fardamento não foi publicado e a única informação divulgada diz respeito a 272 pares de calçado.

NOTA

"Contratos da semana" é uma rubrica semanal do Negócios. Todas as sextas-feiras, o leitor poderá ficar a saber os principais procedimentos de aquisição de bens e serviços e empreitadas de obras públicas dos organismos e entidades da Administração Central, Local, Regional e do Sector Empresarial do Estado que foram publicados no portal Base na última semana. Mais do que concluir se o dinheiro dos contribuintes está ou não a ser bem aplicado, o objectivo desta nova rubrica é dar uma ideia aos leitores sobre as áreas e o valor das despesas do dia-a-dia dos nossos serviços públicos, destacando sempre os 10 procedimentos contratuais mais elevados e alguns dos contratos mais curiosos.




pub

Marketing Automation certified by E-GOI