Impostos Mapa: Qual a taxa de derrama que a sua autarquia vai cobrar em 2020

Mapa: Qual a taxa de derrama que a sua autarquia vai cobrar em 2020

As taxas de derrama a vigorar em 2020 são mais altas no litoral do país e nas cidades de maior dimensão. Pelo contrário, é no interior do país e nas ilhas que mais concelhos optam por não cobrar derrama. Veja qual é a taxa em todos os municípios do país.

A Autoridade Tributária divulgou as taxas de derrama definidas que vão incidir sobre o lucro tributável das empresas registadas em cada um dos 308 municípios do país.

 

Não há grandes mudanças face ao ano passado: 208 municípios (mais dois do que em 2019) exigem este imposto, mas quase metade desses permite isenções. Taxa máxima de 1,5% continua a ser cobrada por 135 autarquias do país.

 

A derrama, recorde-se, incide sobre o lucro tributável sujeito e não isento de IRC obtido no ano anterior, o mesmo que constará da modelo 22 que deverá ser submetida até ao final de maio pelas empresas. A taxa da derrama reverte para os municípios que podem optar por taxas mais baixas.

 

Veja no mapa em cima qual a taxa que cada autarquia do país vai cobrar este ano.

 

208
Municípios
Dois terços dos municípios cobram derrama às empresas. A taxa pode ir até 1,5%, limite que é cobrado por 135 autarquias.

 

Redução de IRC no interior do país

O Parlamento aprovou uma autorização legislativa, prevista no Orçamento do Estado, para que o Governo possa criar, até ao final deste ano, uma dedução à coleta de IRC que corresponda a 20% dos gastos com a criação de emprego nos territórios do interior e que excedam o valor do salário mínimo nacional, que em 2020 sobe para 635 euros mensais. Essa dedução tem como limite máximo a coleta do período de tributação, ou seja, pode reduzir a zero o IRC a pagar, dependendo da massa salarial e do lucro tributável da empresa. Bruxelas tem de dar luz verde a este incentivo fiscal.




Saber mais e Alertas
pub

Marketing Automation certified by E-GOI