Economia Portugal foi o quarto país da UE onde os preços das casas mais subiram

Portugal foi o quarto país da UE onde os preços das casas mais subiram

No segundo trimestre deste ano, o preço das habitações em Portugal subiu 10,1%, em termos homólogos. Esta subida é apenas ultrapassada pela Hungria, Luxemburgo e Croácia.
Portugal foi o quarto país da UE onde os preços das casas mais subiram
Alexandre Azevedo
Gonçalo Almeida 07 de outubro de 2019 às 10:32
O preço das casas em Portugal teve a quarta maior subida homóloga entre os membros da União Europeia, ao escalar 10,1% no segundo trimestre deste ano, acelerando face à subida de 9,1% registada nos três meses anteriores.

Segundo o Eurostat, instituto oficial de estatísticas da União Europeia, entre abril e junho deste ano, o preço subiu 14% na Hungria, 11,4% no Luxemburgo e 10,4% na Croácia. Portugal surge na quarta posição.

Em média, o valor das casas aumentou 4,2% no bloco central, tendo apenas diminuído em Itália (-0,2%).

Em termos trimestrais, o valor das casas subiu 3,2% em Portugal no mesmo período, abrandando face ao aumento de 3,6% nos primeiros três meses de 2019.

Comparando a evolução em cadeia, os preços subiram 1,6% na União Europeia, com a Letónia (5,6%) e o Luxemburgo (5,1%) a liderarem a subida de preços.

O INE-Instituto Nacional de Estatística já tinha anunciado o aumento de 10,1% nos preços da habitação, apoiado pelo aumento das casas novas  com a maior subida desde 2009 - e das casas em segunda mão, tendo sido verificados aumentos superiores a 10% em ambos os casos.

No entanto, o número de vendas não acompanhou a evolução dos preços, tendo-se registado uma queda de 6,6% das transações, em termos homólogos.

O INE divulgou também que, em agosto deste ano, o valor médio de avaliação bancária fixou-se em 1.288 euros por metro quadrado, um valor máximo desde janeiro de 2011 (mês a que remontam os dados mais antigos disponibilizados pelo INE).



pub

Marketing Automation certified by E-GOI