União Europeia Reino Unido reserva mais 2,3 mil milhões para Brexit sem acordo

Reino Unido reserva mais 2,3 mil milhões para Brexit sem acordo

O governo britânico pôs de lado mais 2,3 mil milhões de euros para a eventualidade de uma saída da União Europeia sem acordo.
Reino Unido reserva mais 2,3 mil milhões para Brexit sem acordo
EPA

Já a preparar-se para a eventualidade de sair da União Europeia sem acordo, o governo do Reino Unido reservou mais 2,1 mil milhões de libras (2,39 mil milhões de euros) para o efeito, refere a Bloomberg, citando um comunicado enviado por email pelo Tesouro britânico.

 

Este é assim o mais recente sinal de que o novo primeiro-ministro – Boris Johnson, que substitui Theresa May também na liderança do Partido Conservador – está a levar a sério a ideia de sair da UE a 31 de outubro – com ou sem acordo. Aliás, este reforço de dinheiro demonstra que o governo vê reforçada a possibilidade de um Brexit sem acordo.

 

Esta quantia inclui uma injeção imediata de de 1,1 mil milhões de libras (1,2 mil milhões de euros) para melhorar a infraestrutura fronteiriça e as operações alfandegárias, bem como garantir acesso a produtos médicos críticos, sublinha o Tesouro britânico.

Este novo pacote duplica o montante disponibilizado este ano para o planeamento de um Brexit sem acordo neste ano financeiro, que se fixa agora nos 4,2 mil milhões de libras (4,6 mil milhões de euros) – estando atualmente o valor total nos 6,3 mil milhões de libras (6,87 mil milhões de euros).

Quem não está contente é o Partido Trabalhista, que acusou o governo de estar a esbanjar dinheiro. Já os Liberais Democratas consideram esta reserva de dinheiro uma "gota de água no oceano" tendo em conta estimativas prévias do Tesouro britânico, que apontam para que a economia do país sofra uma penalização na ordem dos 90 mil milhões de libras se sair da União Europeia sem acordo.


Frost em Bruxelas

O novo primeiro-ministro do Reino Unido não quer deixar margem para dúvidas quanto à intenção de concretizar o Brexit a 31 de outubro e de rejeitar negociar qualquer tipo de acordo de saída se Bruxelas não deixar cair a exigência do chamado backstop para a fronteira irlandesa.

Uma porta-voz de Boris Johnson revelou esta quarta-feira, 31 de julho, que o conselheiro do líder conservador para o Brexit, David Frost, já está na capital belga, onde ficará até sexta-feira, para transmitir à União Europeia as intenções e linhas vermelhas do primeiro-ministro britânico.






Saber mais e Alertas
pub

Marketing Automation certified by E-GOI