União Europeia Negociações de última hora do Brexit continuam esta quarta-feira

Negociações de última hora do Brexit continuam esta quarta-feira

As negociações entre o Reino Unido e a União Europeia continuam hoje, após sinais de que haverá condições para traçar um esboço de acordo que seja apresentado ao Conselho Europeu.
Negociações de última hora do Brexit continuam esta quarta-feira
Reuters
Tiago Varzim 16 de outubro de 2019 às 07:58
Após uma jornada de negociações durante a noite não ter resultado num esboço do acordo de saída do Reino Unido da União Europeia, Londres e Bruxelas vão continuar a negociar esta quarta-feira, 16 de outubro, para tentar encontrar uma solução para um Brexit ordenado a 31 de outubro. 

Fontes oficiais de ambos os lados das negociações confirmaram que as reuniões vão ser retomadas hoje - após não ter sido cumprido o "deadline" fixado pelo negociador europeu, Michel Barnier - na expectativa de que haja algo a apresentar ao Conselho Europeu dedicado ao Brexit onde terá de ser aprovado qualquer acordo entre as duas partes. O órgão que agrega os chefes de Estado dos 28 Estados-membros reúne-se esta quinta e sexta-feira.

A expectativa é que haja um acordo de última hora que o primeiro-ministro britânico possa apresentar ao Parlamento para ser votado. A Bloomberg escreve que Boris Johnson quer colocar a votos um novo acordo já no sábado numa sessão especial da Câmara dos Comuns de forma a conseguir cumprir o prazo de tirar o Reino Unido da União Europeia a 31 de outubro.

Para conseguir aprovar um possível novo acordo, Boris Johnson, que já não tem maioria no Parlamento, terá de convencer os 10 deputados dos Unionistas da Irlanda do Norte (DUP), além de garantir o apoio dos deputados conservadores, entre os quais há diversas tendências.

De acordo com a Bloomberg, que cita fontes europeias, o Reino Unido fez concessões significativas nos últimos dias para conseguir ter um acordo, incluindo a aceitação de que haverá controlos aduaneiros entre a Irlanda do Norte e o resto do Reino Unido, algo que os unionistas têm rejeitado. 

Ontem o primeiro-ministro irlandês disse aos jornalistas em Dublin que as "indicações iniciais é de que está a haver progresso". "As negociações estão a caminhar na direção correta", disse Leo Varadkar.

Apesar de as expectativas serem altas, os responsáveis europeus estão cautelosos dado que já houve acordos anteriores que foram chumbados pelo Parlamento. O acordo que Theresa May conseguiu junto da União Europeia foi rejeitado três vezes pelos deputados britânicos numa altura em que a então primeira-ministra britânica tinha maioria no Parlamento.



pub

Marketing Automation certified by E-GOI