Zona Euro Centeno "muito satisfeito" com apoio de líderes da UE para acabar orçamento da Zona Euro

Centeno "muito satisfeito" com apoio de líderes da UE para acabar orçamento da Zona Euro

O presidente do Eurogrupo, Mário Centeno, mostrou-se hoje "muito satisfeito" pelo apoio dado pelos líderes da União Europeia (UE) para prosseguir os trabalhos referentes à proposta de orçamento da zona euro, destacando que esta é uma "importante tarefa".
Centeno "muito satisfeito" com apoio de líderes da UE para acabar orçamento da Zona Euro
Reuters
Lusa 21 de junho de 2019 às 12:33

"Hoje estou muito satisfeito com apoio da cimeira do euro ao nosso trabalho, que é sempre bom porque pusemos muito esforço nesta importante tarefa", declarou o também ministro das Finanças português, em Bruxelas.

 

O responsável falava aos jornalistas após uma cimeira do euro que serviu para analisar os tímidos avanços alcançados pelos ministros das Finanças da zona euro (Eurogrupo) no aprofundamento da União Económica e Monetária, designadamente no desenvolvimento de um instrumento orçamental próprio para a competitividade e convergência na zona euro.

 

No encontro, que decorreu após o Conselho Europeu e envolveu dirigentes da UE a 27 - com responsáveis da zona euro e outros, num formato alargado - "muitos países sublinharam esta necessidade de completar o instrumento orçamental da zona euro", referiu Mário Centeno.

 

Acresce que "concluir a União Bancária é da maior importância para todos os Estados-membros e isso foi reconhecido novamente hoje", acrescentou o responsável português.

 

"Temos de nos focar nisso e, por nisso, continuaremos o nosso trabalho no segundo semestre", realçou.

 

Na madrugada da passada sexta-feira, os ministros das Finanças europeus chegaram a acordo, no Luxemburgo, sobre as principais linhas de um orçamento para a zona euro, deixando, contudo, em aberto questões fundamentais, tais como a sua dimensão e financiamento.

 

Falando sobre esse acordo, conseguido na reunião do Eurogrupo de há uma semana, Mário Centeno indicou que o compromisso "foi hoje reforçado" na cimeira do euro.

 

Num comunicado conjunto com as conclusões da cimeira do euro, os líderes da UE a 27 (sem contar com o Reino Unido) congratulam-se com "os progressos alcançados no Eurogrupo sobre o reforço da União Económica e Monetária".

 

Ainda assim, instam o Eurogrupo "a trabalhar em todos os elementos deste pacote abrangente".

 

Entre as principais tarefas está, assim, a revisão do Mecanismo Europeu de Estabilidade, com os líderes europeus a esperarem que "o Eurogrupo continue o seu trabalho de modo a permitir um acordo sobre o pacote completo em dezembro de 2019".

 

Ao mesmo tempo, pedem que o instrumento orçamental próprio para a competitividade e convergência na zona euro "assegure a autonomia da decisão dos Estados-membros" da moeda única.

 

"Pedimos ao Eurogrupo que informe rapidamente sobre as soluções adequadas para o financiamento. Estes elementos devem ser acordados como uma questão prioritária, de modo a se poder definir a dimensão do instrumento orçamental no contexto do próximo quadro financeiro plurianual", adiantam.

 

Em dezembro de 2018, Mário Centeno recebeu um mandato dos chefes de Estado e de Governo da zona euro para trabalhar numa proposta de uma capacidade orçamental própria para a competitividade e convergência na zona euro.




Saber mais e Alertas
pub

Marketing Automation certified by E-GOI