Zona Euro Itália prepara-se para vender 1,8 mil milhões em imobiliário para reduzir dívida

Itália prepara-se para vender 1,8 mil milhões em imobiliário para reduzir dívida

As autoridades transalpinas vão mesmo avançar com o plano de alienação de ativos imobiliários com o objetivo de canalizar meios para a redução da dívida pública transalpina.
Itália prepara-se para vender 1,8 mil milhões em imobiliário para reduzir dívida
EPA/Lusa
Negócios 05 de fevereiro de 2019 às 16:34

O governo italiano deverá corresponder à garantia dada a Bruxelas e confirmar o comprometimento com a redução da dívida pública que ascende atualmente a mais de 130% do PIB transalpino. De acordo com a agência Reuters, o Ministério das Finanças, tutelado pelo ministro Giovanni Tria, está já a identificar os ativos estatais que poderão ser alienados por forma a reduzir o endividamento público.

A Reuters escreve que o governo de aliança entre a Liga de Matteo Salvini e o 5 Estrelas de Luigi Di Maio pretende amealhar cerca de 1,8 mil milhões de euros com a venda de imobiliário do Estado central e das administrações regionais e locais, tal como hospitais ou edifícios de escritórios que não estão a ser utilizados.

A venda de ativos imobiliários era já uma intenção prevista na proposta orçamental que só a custo mereceu luz verde de Bruxelas, isto depois de a Comissão Europeia ter, pela primeira vez, chumbado o orçamento apresentado por Roma. O orçamento expansionista aprovado em dezembro prevê arrecadar em 2019 receitas de 950 milhões de euros com a alienação de imobiliário detido pelo Estado.

Contudo, a entrada em recessão e as revisões em baixa das metas económicas agravaram a necessidade de medidas adicionais de forma a garantir o cumprimento dos objetivos acordados com Bruxelas. Segundo um inventário feito em 2018 pelo próprio Estado, Itália detém ativos imobiliários num valor em torno de 283 mil milhões de euros.

 

 




pub

Marketing Automation certified by E-GOI