Zona Euro Sondagens à boca das urnas dão vitória ao Nova Democracia

Sondagens à boca das urnas dão vitória ao Nova Democracia

A Nova Democracia prepara-se para recuperar o poder na Grécia, derrotando o Syriza, depois de Alexis Tsipras não ter conseguido pôr fim às medidas de austeridade, no âmbito do programa de resgate de Atenas.
Sondagens à boca das urnas dão vitória ao Nova Democracia
Reuters
Negócios 07 de julho de 2019 às 17:19

Kyriakos Mitsotakis deverá ser o próximo primeiro-ministro da Grécia, sucedendo a Alexis Tsipras, com as sondagens à boca das urnas a darem uma vantagem confortável.

 

O Nova Democracia deverá ter conseguido conquistar entre 38% e 42% dos votos, nas eleições que decorreram este domingo na Grécia, segundo as sondagens à boca das urnas, citadas pela Bloomberg.

 

Alexis Tsipras, o atual primeiro-ministro, deverá conseguir entre 26,5% e 30,5% dos votos.

 

Já o Movimento pela Mudança, que inclui membros do partido socialista Pasok, deverá conseguir entre 6 e 8% dos votos.

Uma das sondagens à boca das urnas, citada pela Reuters, aponta para que o Nova Democracia consiga eleger entre 155 e 167 deputados, o que se se confirmar significa que o partido liderado por Kyriakos Mitsotakis consegue a maioria absoluta, uma vez que o Parlamento é composto por 300 membros. Se este resultado se confirmar, será a maior vitória de um partido na Grécia desde 1981.


Estes dados têm por base sondagens à boca das urnas. Os resultados preliminares, que contam já com cerca de 10% dos votos contados deverão ser divulgados às 21:00, hora local, ou seja, 19:00 em Lisboa.

 

Os resultados não são surpreendentes, já que todas as sondagens têm apontado para a vitória de Kyriakos Mitsotakis, cujo objetivo é conseguir uma maioria absoluta no Parlamento.




pub

Marketing Automation certified by E-GOI