Justiça Suspeitos de agressão em Alcochete indiciados por associação criminosa e terrorismo

Suspeitos de agressão em Alcochete indiciados por associação criminosa e terrorismo

Ministério Público fala também de possíveis crimes de ofensa à integridade física qualificada, sequestro e dano com violência.
Suspeitos de agressão em Alcochete indiciados por associação criminosa e terrorismo
Negócios 16 de maio de 2018 às 19:02

O Ministério Público revelou, esta quarta-feira, que os 23 suspeitos detidos pelas agressões a jogadores e treinadores do Sporting estão indiciados pelos crimes de "introdução em lugar vedado ao público, ameaça agravada, ofensa à integridade física qualificada, sequestro, dano com violência,  detenção de arma proibida agravado, incêndio florestal, resistência e coação sobre funcionário e também de um crime de terrorismo".

No comunicado, o MP explica que os detidos "entraram, sem autorização, naquelas instalações onde se encontrava a equipa principal do SCP, tendo ameaçado e agredido jogadores e técnicos e causado estragos nos equipamentos bem como em diversas viaturas".

Os 23 detidos já estão a ser ouvidos no Tribunal do Barreiro, depois de ter chegado o respectivo processo. "Por entender que devem ser aplicadas aos arguidos medidas de coação diversas de termo de identidade e residência, o Ministério Público decidiu apresentar os detidos a primeiro interrogatório judicial no Juízo de Instrução Criminal do Barreiro", explicou o organismo, citado pela Sábado

O anúncio foi feito pelo juiz de instrução criminal, que confirmou que já podia dar início à inquirição depois de ter chegado àquela comarca do processo completo, no qual consta a audição a 38 testemunhas e a elaboração dos respectivos autos.




Saber mais e Alertas
pub