Política 5 Estrelas suspende negociações com PD e impõe condição: Conte como PM

5 Estrelas suspende negociações com PD e impõe condição: Conte como PM

Depois dos aparentes sinais de progresso dados na segunda-feira, o 5 Estrelas anunciou que "nada foi alcançado"e suspendeu as conversações com o Partido Democrático. Di Maio só volta à mesa das negociações quando o PD garantir a renomeação de Conte para primeiro-ministro.
5 Estrelas suspende negociações com PD e impõe condição: Conte como PM
Reuters
Rita Faria 27 de agosto de 2019 às 11:01

Afinal, em Itália, o que parecia ser um acordo à vista, ainda está longe de o ser. Depois dos aparentes sinais de progressos nas negociações entre o Movimento 5 Estrelas e o Partido Democrático (PD) para a formação de um governo, no arranque da semana, o partido liderado por Luigi di Maio anunciou hoje a suspensão das conversações com o PD até que a formação comandada por Nicola Zingaretti aceite uma condição: manter Giuseppe Conte como primeiro-ministro.

 

Só assim o 5 Estrelas voltará à mesa das negociações para tentar formar um governo com o Partido Democrático, depois de o rompimento da coligação de mais de um ano entre o 5 Estrelas e a Liga ter deixado o país num impasse político.  

 

Desde a semana passada que os dois partidos estão a tentar alcançar um entendimento, e ontem já pareciam próximos de um acordo, com o PD a indicar que deixaria cair o veto à recondução de Giuseppe Conte para mais um mandato como primeiro-ministro.

 

No entanto, esta terça-feira o 5 Estrelas decidiu suspender as conversações, informando a decisão num comunicado que em tudo contrasta com os aparentes sinais de progresso dados na véspera.

 

"Ontem, depois de horas de negociações, nada foi alcançado", refere o comunicado citado pela agência Reuters. "Não podemos continuar a trabalhar assim. Ou a atitude muda, ou é difícil. Vamos voltar a estar com o PD quando o partido tiver dado o seu OK à renomeação de Conte".

Já o PD acusa o líder do 5 Estrelas, Luigi di Maio, de ter minado as negociações com a sua exigência de ficar com os cargos de ministro do Interior e de vice-primeiro-ministro.
  

Conte, que não pertence a nenhum partido, mas está próximo do 5 Estrelas, demitiu-se do cargo de primeiro-ministro na semana passada depois de o líder da Liga, Matteo Salvini, ter declarado que a coligação de governo estava esgotada e ter pedido eleições antecipadas.

 

Ontem, Conte participou numa reunião de quatro horas entre os líderes do 5 Estrelas e do PD, no fim da qual di Maio declarou que o PD ainda não tinha dado o seu apoio inequívoco à nomeação de Conte.

 

Os dois partidos deveriam retomar as conversações na manhã desta terça-feira e comunicar o resultado das conversações ao presidente Sergio Mattarella amanhã.

Se não chegarem a um entendimento até quarta-feira, o chefe de Estado deverá nomear um governo interino e convocar eleições antecipadas.




pub

Marketing Automation certified by E-GOI