Banca & Finanças Interessados na CGD no Brasil têm mais três semanas para apresentarem propostas

Interessados na CGD no Brasil têm mais três semanas para apresentarem propostas

O Governo decidiu prolongar o prazo para a entrega de propostas para a compra da Caixa Geral de Depósitos (CGD) no Brasil.
Interessados na CGD no Brasil têm mais três semanas para apresentarem propostas
Negócios 23 de novembro de 2019 às 10:42

O prazo para os interessados entregarem propostas de compra do Banco Caixa Geral - Brasil terminava na próxima segunda-feira, 25 de novembro. Mas o Governo decidiu prolongar este prazo. "Tendo em consideração o objetivo de manutenção do ambiente competitivo no processo, procede-se, pelo presente despacho, à prorrogação do prazo fixado", pode ler-se no despacho publicado em Diário da República.

 

O prazo foi agora "prorrogado até às 17 horas do dia 16 de dezembro de 2019", adianta  mesma fonte.

 

O Governo tinha já referido, aquando da definição do calendário para a entrega de propostas, que já foram selecionadas as intenções de compra indicativas, apresentadas por potenciais investidores, numa primeira fase, entrando-se numa segunda fase, em que as propostas serão vinculativas.

No início deste ano, a CGD já tinha adiantado que esperava celebrar o contrato de compra e venda do BCG Brasil ainda em 2019, depois de terem dado início aos contactos com investidores no final de 2018. Mas por causa da turbulência política o processo sofreu atrasos: deveria ter acontecido ao mesmo tempo da alienação do negócio em Espanha e África do Sul.

A redução da operação da CGD fora de Portugal ficou definida em 2017 com a Comissão Europeia, como contrapartida da recapitalização do banco público. Em novembro foi aprovada a venda do Banco Caixa Geral, em Espanha, ao Abanca, e do sul-africano Mercantile Bank ao Capitec Bank Limited.




Saber mais e Alertas
pub

Marketing Automation certified by E-GOI