Banca & Finanças Pouca memória mas uma certeza do BdP: não podia intervir na CGD
Conteúdo exclusivo para Assinantes Se já é assinante, faça LOGIN

Pouca memória mas uma certeza do BdP: não podia intervir na CGD

Carlos Costa e Vítor Constâncio garantiram que o regulador não podia intervir na política de crédito da CGD. As operações eram “normais” e “legais”. Uma opinião que mereceu críticas.
Pouca memória mas uma certeza do BdP: não podia intervir na CGD
Tiago Petinga
Rita Atalaia 27 de junho de 2019 às 22:50

O regulador não podia nem tinha motivos para interferir nas decisões de crédito da Caixa Geral de Depósitos (CGD). Tudo "era legal". Esta foi a posição dos atuais e ex-responsáveis do Banco de Portugal

Conteúdo exclusivo para Assinantes Negócios Premium
Assine e aceda sem limites, no pc e no smartphone Assinar por 1€ por 1 mês



Notícias só para Assinantes
Análise, informação independente e rigorosa..
Para saber o que se passa em Portugal e no mundo, nas empresas, nos mercados e na economia.
Notícias e conteúdos exclusivos no website e aplicações móveis
Newsletter diária exclusiva para assinantes
Acesso ao epaper a partir das 23:00
Saiba mais
pub

Marketing Automation certified by E-GOI