Desporto Sporting confirma que “dois colaboradores foram constituídos arguidos”

Sporting confirma que “dois colaboradores foram constituídos arguidos”

O clube de Alvalade garante que "prestará toda a colaboração necessária ao apuramento da verdade”.
Sporting confirma que “dois colaboradores foram constituídos arguidos”
Luís Manuel Neves/Cofina
Negócios 16 de maio de 2018 às 16:03

O Sporting que confirmou esta quarta-feira, 16 de Maio, que dois colaboradores seus foram constituídos arguidos, no âmbito da operação Cash-Ball. Entre os quatro detidos, está o director do futebol do Sporting, André Geraldes.

"O Sporting Clube de Portugal confirma que foram realizadas, no dia de hoje, buscas nas instalações do clube, no âmbito de uma investigação que se encontra em segredo de justiça", pode ler-se numa publicação na página oficial do clube do Facebook. O Sporting confirma ainda que "dois colaboradores foram constituídos arguidos".

 

"O Sporting Clube de Portugal confia na justiça e, como sempre defendeu, prestou e prestará toda a colaboração necessária ao apuramento da verdade", garante a mesma fonte.


A SAD do Sporting foi hoje alvo de buscas, tendo dado origem a quatro detenções. Os detidos são André Geraldes (director do futebol do Sporting), Gonçalo Rodrigues (funcionário do Sporting que suspendeu funções esta terça-feira), Paulo Silva (o denunciante deste esquema) e João Gonçalves (o intermediário). As buscas foram feitas pela Polícia Judiciária do Porto e a operação em causa chama-se cash-ball.




pub