Empresas 122 mil milhões. Liquidez da empresa de Buffett atinge novo recorde

122 mil milhões. Liquidez da empresa de Buffett atinge novo recorde

O valor de mercado das posições acionistas da Berkshire Hathaway superou pela primeira vez os 200 mil milhões de dólares.
122 mil milhões. Liquidez da empresa de Buffett atinge novo recorde
Rick Wilking / Reuters
Negócios 03 de agosto de 2019 às 18:57

Enquanto não encontra a empresa alvo para realizar uma grande aquisição, a Berkshire Hathaway continua a acumular dinheiro, tirando partido sobretudo dos ganhos que está a conseguir nos mercados acionistas.


A companhia de Warren Buffett anunciou este sábado que alcançou lucros de 14,1 mil milhões de dólares no segundo trimestre, o que representa um crescimento de 17% face ao período homólogo.


Quanto à liquidez, aumentou para 122 mil milhões de dólares, o que representa um novo máximo histórico para holding. Mas este não foi o único recorde da Berkshire Hathaway. O valor das participações acionistas da companhia superaram pela primeira vez a marca dos 200 mil milhões de dólares.


Um valor que foi impulsionado pelo bom desempenho das bolsas no segundo trimestre, em particular das companhias onde a Berkshire Hathaway tem posições mais fortes, como a Apple e a Coca-Cola.


Segundo a companhia, os ganhos na bolsa contribuíram com 8  mil milhões de dólares para os lucros, sendo que o restante teve origem nas empresas que são controladas a 100% pela holding.


Há vários anos que a Berkshire Hathaway procura alocar o elevado montante de liquidez disponível na aquisição de uma empresa de elevada dimensão. Mas a busca tem sido difícil, com Buffett a queixar-se do elevado preços dos ativos nos mercados.


Em vez de investir em aquisições, a Berkshire Hathaway tem consumido uma pequena parte da liquidez a comprar ações próprias. No primeiro semestre gastou 2,1 mil milhões de dólares.



Saber mais e Alertas
pub

Marketing Automation certified by E-GOI