Empresas Airbus faz “open day” para recrutar 90 pessoas para fábrica portuguesa

Airbus faz “open day” para recrutar 90 pessoas para fábrica portuguesa

A Stleia Aerospace, empresa da gigante da aviação mundial que vai investir 40 milhões de euros na abertura de uma fábrica em Santo Tirso, promove na próxima terça-feira uma ação de recrutamento de quadros, que irão frequentar um curso de formação de 300 horas.
Airbus faz “open day” para recrutar 90 pessoas para fábrica portuguesa
Rui Neves 13 de dezembro de 2019 às 13:00

Meia dúzia de semanas depois de ter anunciado o investimento de 40 milhões de euros na abertura de uma fábrica em Santo Tirso, que deverá empregar cerca de 400 pessoas em 2023, a Stleia Aerospace vai promover a 17 de dezembro, na Fábrica de Santo Thyrso, um "open day" com o objetivo de recrutar trabalhadores para a sua unidade local.

 

Devido ao alto nível de especialização requerido pelo setor aeronáutico, esta empresa do grupo Airbus associou-se ao  Centro de Formação Profissional da Indústria Metalúrgica e Metalomecânica (Cenfim) e ao Instituto de Emprego e Formação Profissional (IEFP), para a formação dos futuros quadros da empresa.

 

"A empresa estima que, já no ano de 2020, cerca de 90 profissionais frequentem a formação, com a duração de 300 horas, para a especialização em montagem de estruturas aeronáuticas", anunciou a Câmara de Santo Tirso, em comunicado.

 

O primeiro curso de formação arranca já em janeiro próximo, com as vagas disponíveis a destinarem-se a candidatos com o 9.º ou o 12.º ano de escolaridade concluído.

 

No "open day" da próxima terça-feira estarão presentes responsáveis da multinacional francesa para prestar esclarecimentos sobre as ofertas disponíveis e as condições de acesso aos interessando, assim como, obviamente, recolher as fichas de candidatura.

 

"Este é, de facto, um dos mais importantes investimentos de sempre em Santo Tirso, não só pelo número de postos de trabalho criados, mas, sobretudo, pelo nível de qualificação que estes representam", afirma o presidente da autarquia.

 

Alberto Costa, que irá participar na sessão de abertura do "open day" da Stelia Aerospace, diz estar "certo que esta representa a porta de entrada no mercado de trabalho para muitos jovens, mas também uma oportunidade de requalificação para profissionais de outras áreas".

 

A unidade produtiva da Stelia Aerospace em Santo Tirso situar-se-á na Zona Empresarial da Ermida e será dedicada à assemblagem de estruturas para a parte dianteira dos aviões.

 

Na unidade tirsense de 72 mil metros, a Stelia Aerospace vai desenvolver atividades de assemblagem de subconjuntos de estruturas aeronáuticas, que serão depois exportadas para as unidades de Méaulte e Rochefort, em França, para aí serem integradas. Numa primeira fase, serão criados cerca de 240 postos de trabalho.

 

"A criação desta nova unidade faz parte integral da estratégia de otimização industrial que implementamos na criação da Stelia Aerospace em 2015, para aumentar o desempenho e desenvolver a competitividade global da empresa. Isso também permitirá absorver potenciais aumentos de atividade dos nossos clientes, e assim enfrentar melhor os desafios de amanhã, num mundo cada vez mais competitivo", referiu o CEO da Stelia Aerospace, em comunicado divulgado a no final de outubro passado.

 

Formada em 2015 pela junção de duas unidades da Airbus – a Aerolia e a Sogerma – a Stelia Aerospace tem hoje uma faturação de 2,2 mil milhões de euros e cerca de sete mil trabalhadores em todo o mundo.

 




pub

Marketing Automation certified by E-GOI