Empresas José Luís Arnaut: “com Pedro Nuno Santos recuperámos três anos perdidos”

José Luís Arnaut: “com Pedro Nuno Santos recuperámos três anos perdidos”

O chairman da ANA elogia o ministro das Infraestruturas no dossiê Montijo por não ser de meias medidas. “Quando é não, é não, Quando é sim, é sim”.
A carregar o vídeo ...
Celso Filipe Rosário Lira 16 de novembro de 2019 às 21:00

O chairman da ANA – Aeroportos de Portugal, José Luís Arnaut, responsabiliza o antigo ministro das Infraestruturas, Pedro Marques, pelo atraso do aeroporto do Montijo e elogia o seu sucessor, Pedro Nuno Santos, por ter arrancado o processo do impasse em que se encontrava.

"O ministro Pedro Marques andou a empatar sem tomar uma decisão". Em contrapartida, "em três meses com o ministro Pedro Nuno Santos, recuperámos três anos perdidos" afirma José Luís Arnaut na Conversa Capital, um espaço de entrevista conjunto do Negócios e Antena 1, que pode ler na íntegra na edição de segunda-feira, 18 de novembro.

"Acho que quando se é ministro há duas palavras que tem de se saber dizer. Uma é não, a outra é sim. E ele sabe dizer não quando é não e sabe dizer sim quando é sim. E quando é sim, é sim", enfatiza o o chairman da ANA, referindo-se a Pedro Nuno Santos.

A ANA está a agora a estudar as medidas de mitigação dos impactos ambientais propostos pela Agência Portuguesa do Ambiente para a construção do aeroporto, mas acredita que "o Montijo vai mesmo acontecer".




pub

Marketing Automation certified by E-GOI