Empresas Pires de Lima diz haver condições para salário mínimo de 700 euros

Pires de Lima diz haver condições para salário mínimo de 700 euros

António Pires de Lima, ex-ministro da Economia, defende ser possível que o salário mínimo chegue aos 700 euros no final da próxima legislatura.
Pires de Lima diz haver condições para salário mínimo de 700 euros
João Cortesão
Alexandra Machado Rosário Lira 13 de outubro de 2019 às 12:00
O ex-ministro da Economia, António Pires de Lima, não tem dúvidas de que o salário mínimo tem de aumentar. Tem de haver condições para subir esse salário, sublinha.

"Não faz sentido que as empresas vivam permanentemente na justificação de que só são competitivas pagando salários muito baixos. Como é que se consegue viver com 600 euros?", diz, realçando que "é mandatório que as empresas tenham boas equipas de gestão, que essas equipas se foquem com os seus trabalhadores em propostas de valor que criem riqueza e que desse esforço de criação de riqueza resultem práticas salariais mais dignas para as pessoas".

Por isso, diz em entrevista na Conversa Capital, ao Negócios e Antena 1, "o aumento do salário mínimo nacional é importante que continue a acontecer e a mim não me chocaria e até seria de elementar justiça que até ao fim desta legislatura o SMN (salário mínimo nacional) pudesse crescer de 600 para 700 euros. Acho que é importante. Isto não é ter uma política de esquerda. Ter empresas que sejam rentáveis e que paguem bem aos seus trabalhadores é um dever moral e de competência de qualquer empresário, seja ele de esquerda ou de direita".



Saber mais e Alertas
pub

Marketing Automation certified by E-GOI