Empresas Relógio Patek Philippe leiloado por um recorde de 31 milhões

Relógio Patek Philippe leiloado por um recorde de 31 milhões

Um relógio da Patek Philippe foi vendido por um valor recorde de 31 milhões de dólares.
Relógio Patek Philippe leiloado por um recorde de 31 milhões
DR
Negócios 11 de novembro de 2019 às 10:33

Um novo recorde foi alcançado num leilão. Agora foi a vez de um relógio da marca de luxo Patek Philippe ter sido vendido por 31 milhões de francos suíços (28 milhões de euros), num leilão de caridade realizado pela Christine’s.

 

O leilão para vender o relógio Grandmaster Chime durou 5 minutos, numa disputa que contou com a presença de mais de 300 pessoas, revela a Bloomberg. O relógio em causa tem dois mostradores, podendo ser usado dos dois lados, é feito de aço inoxidável e tem pormenores de ouro.

 

O relógio foi vendido por 31 milhões de francos suíços – um valor idêntico em dólares – o que corresponde ao valor mais elevado de sempre, superando o último recorde que pertencia a um Daytona Rolex, que tinha sido de Paul Newman, e que foi leiloado em 2017 por 17,8 milhões de dólares.

 

A Christine’s realizou este leilão para fins solidários, tendo em vista angariar fundos para investigação a distrofia muscular de Duchenne. Neste leilão, várias fabricantes de relógios foram convidadas a ceder uma peça com intuito de angariar fundos para esta causa.

 

De acordo com a Sociedade Portuguesa de Neuropediatria a distrofia muscular de Duchenne "é uma forma de doença muscular, que surge por incapacidade de o organismo produzir uma proteína fundamental para o funcionamento do músculo. Esta proteína chama-se distrofina e a sua inexistência leva a uma perda das fibras musculares, com necrose e substituição por fibrose e tecido adiposo."




Saber mais e Alertas
pub

Marketing Automation certified by E-GOI