Energia AG da EDP com menor capital representado desde 2012

AG da EDP com menor capital representado desde 2012

A reunião magna conta com 65,18% do capital representado. Para a desblindagem ser chumbada são precisos 21,7% de votos.
AG da EDP com menor capital representado desde 2012
Cofina Media
Sara Ribeiro 24 de abril de 2019 às 15:43

A assembleia geral que pode ditar o fim da oferta pública de aquisição (OPA) à EDP reuniu esta quarta-feira, 24 de abril, 65,18% do capital acionista, de acordo com informações reunidas pelo Negócios. Trata-se do valor mais baixo pelo menos desde 2012.

 

Nas últimas seis assembleias, desde que a CTG passou a participar enquanto principal acionista, o capital presente foi, em média, de 73,4%. Desde 2012, a reunião com maior afluência foi a de abril de 2016, com 77,9%. E a menos participada, até agora, foi a de 2018 com 69,5%.

 

Tendo em conta o capital representado, basta 21,7% de votos contra o último ponto da AG, para a desblindagem de estatutos, para matar a oferta da CTG pela EDP. Isto porque os chineses já disseram que não abdicam desta condição que faz parte das exigências para concluir a OPA com sucesso.

 




Saber mais e Alertas
pub

Marketing Automation certified by E-GOI