Energia Produção de eletricidade da EDP caiu 11% até setembro devido à seca

Produção de eletricidade da EDP caiu 11% até setembro devido à seca

A EDP-Energias de Portugal registou uma queda homóloga de 11% na produção de eletricidade no período entre janeiro e setembro deste ano. A redução drástica da produção hídrica teve impacto.
Produção de eletricidade da EDP caiu 11% até setembro devido à seca
Miguel Veterano Júnior/Correio da Manhã
Gonçalo Almeida 16 de outubro de 2019 às 18:19
A EDP produziu menos 11% de eletricidade entre janeiro e setembro deste ano, face ao mesmo período do ano anterior, devido à grande redução de produção hídrica (-41%), segundo comunicou a empresa à Comissão do Mercado de Valores Mobiliários (CMVM). 

Apesar da queda global na produção de energia, a EDP realça que nem todos os segmentos sofreram reduções. A produção eólica global aumentou 6%, "impactada pelas adições de capacidade nos últimos 12 meses, recursos eólicos estáveis e a desconsolidação do portefólio eólico na Europa". 

A drástica redução da produção hídrica foi precipitada, principalmente, pela queda de produção na Península Ibérica (-47%), mas também pela diminução no Brasil (-26%). A empresa de António Mexia justifica a grande dimunuição em território ibérico com "a baixa hidraulicidade em Portugal que se situou 39% abaixo da média nos primeiro nove meses de 2019, face aos 20% acima da média no mesmo período de 2018". 

Segundo o Instituto Português do Mar e da Atmosfera (IPMA), no final de setembro Portugal continuava em situação de seca meteorológica, o que indica um défice de precipitação. De cordo com índice meteorológico de seca (PDSI) disponibilizado pelo IPMA, no final de setembro, 48,4% de Portugal continental estava em seca moderada, 32,7% em seca severa, 15,4% em seca fraca e 3,4% em seca extrema.


O volume de electricidade distribuída aumentou 2,6% no Brasil e em Portugal diminuiu 1,8%, em termos homólogos. Em Espanha caiu 10,6%.

"No negócio de comercialização na Ibéria, o foco da EDP em aumentar a penetração da oferta dual (electricidade+gás) traduziu-se num aumento de 0,7% do número de clientes de gás, enquanto o número de clientes de electricidade está estável nos 5,27 milhões", acrescentou a empresa, em comunicado.

A capacidade instalada pela EDP alcançou os 26,3 GW em setembro. 



Marketing Automation certified by E-GOI