Imobiliário Crescimento dos preços das casas volta a acelerar. Chega a 1.054 euros por metro quadrado

Crescimento dos preços das casas volta a acelerar. Chega a 1.054 euros por metro quadrado

No município de Lisboa, o mais caro do país, os preços das casas já são três vezes mais caros do que os valores a nível nacional.
Crescimento dos preços das casas volta a acelerar. Chega a 1.054 euros por metro quadrado
Miguel Baltazar/Negócios
Rafaela Burd Relvas 29 de janeiro de 2020 às 11:10
Os preços das casas voltaram a aumentar no terceiro trimestre do ano passado, e a um ritmo mais acelerado do que até agora. Nesse período, o preço mediano das casas vendidas em Portugal fixou-se em 1.054 euros por metro quadrado. Em Lisboa, os preços já são três vezes mais caros do que é registado a nível nacional e ultrapassaram os 3.200 euros por metro quadrado. Os dados foram publicados, esta quarta-feira, 29 de janeiro, pelo Instituto Nacional de Estatística (INE).

Segundo os dados divulgados esta manhã, o valor mediano de 1.054 euros no terceiro trimestre do ano passado representa uma subida de 2,2% face ao trimestre anterior. Este é o crescimento mais expressivo desde o primeiro trimestre de 2016, data a que remonta esta série estatística do INE. Também em termos homólogos há uma aceleração: os preços aumentaram 7,1% em relação ao terceiro trimestre de 2018, acima das subidas registadas na primeira metade de 2019.

Há, contudo, regiões onde a escalada dos preços é muito mais significativa. O maior crescimento homólogo em grandes cidades registou-se em Braga, onde os preços dispararam 22,6% e fixaram-se em 923 euros por metro quadrado. Também na Amadora (1.439 euros por metro quadrado) e em Vila Nova de Gaia (1.113 euros) foram registadas subidas superiores a 20%.

Nas restantes cidades com mais de 100 mil habitantes, também houve aumentos acelerados. Destaca-se Lisboa, onde os preços continuam a subir acima dos valores nacionais e onde se acentuam a discrepância de valores. Na capital, o valor mediano das vendas fixou-se em 3.205 euros por metro quadrado, o que corresponde a uma subida homóloga de 11,4%.

O mesmo acontece no Porto. Os preços dispararam mais de 18% e fixaram-se em 1.802 euros por metro quadrado. Já no Funchal e em Coimbra, os preços subiram 3,9% e 3,5%, respetivamente, para 1.551 euros e 1.282 euros por metro quadrado.

Assim, à exceção de Braga, o preço de venda das casas manteve-se acima dos valores nacionais em todas as cidades com mais de 100 mil habitantes.



Saber mais e Alertas
pub

Marketing Automation certified by E-GOI