Indústria Altri mais do que duplica lucros e sobe dividendo para 72 cêntimos

Altri mais do que duplica lucros e sobe dividendo para 72 cêntimos

A Altri obteve lucros de quase 195 milhões em 2018, ano em que investiu 102 milhões de euros. A produção superou pela primeira vez um milhão de toneladas.
Maria João Babo 13 de março de 2019 às 18:56

A Altri registou em 2018 um resultado líquido de 194,5 milhões de euros, o que revela um crescimento de 102,5% face aos 96,1 milhões de lucros conseguidos no ano anterior.

 

Em comunicado, a produtora de pasta salienta que o ano passado foi "um ano histórico", tendo a sua produção atingido um novo recorde, de 1.097 mil toneladas de pasta produzida, mais 5% do que no ano anterior.

 

O último ano ficou ainda marcado pelo investimento nas suas unidades de produção e na aquisição da totalidade do capital da Bioelétrica e das suas subsidiárias, que se dedicam à produção de energia elétrica através de biomassa florestal, salienta a empresa, adiantando que o investimento líquido total foi de 102,8 milhões de euros, dos quais 46,8 milhões de euros na construção da nova central de biomassa na Figueira da Foz.

 

As receitas totais da Altri atingiram 784,8 milhões de euros, o que significa um aumento de cerca de 18% face a 2017, justificado pela "maior capacidade de produção demonstrada pela empresa em 2018".

 

A produtora de pasta de papel salienta ainda ter reforçado o seu perfil exportador ao colocar nos mercados externos cerca de 90% do total da sua produção. O principal destino das vendas continua a ser a Europa, que, excluindo Portugal representou 70% das vendas, sendo a China o segundo mercado mais relevante, sendo destino de 9% do total das vendas.

 

Na apresentação dos resultados, o grupo refere ainda que os custos totais, excluindo amortizações, custos financeiros e impostos ascenderam no ano passado a cerca de 492,1 milhões de euros, o que corresponde a um crescimento de cerca de 3,7% face ao ano anterior.

 

O EBITDA atingiu 292,7 milhões de euros, mais cerca de 53% face a 2017, enquanto a margem atingiu os 37,3%, mais 8,6 pontos percentuais.

O endividamento nominal remunerado líquido do grupo, deduzido de disponibilidades, era a 31 de dezembro de 433 milhões de euros. A dívida líquida aumentou cerca de 45 milhões de euros face à registada no final de 2017.

 

Dividendo aumenta 140%

 

Com a forte subida dos lucros, a empresa decidiu aumentar a remuneração aos acionistas. A empresa vai propor o pagamento de um dividendo de 72 cêntimos por ação, o que compara com os 30 cêntimos por título no ano passado (aumento de 140%).

 

Com o pagamento de um dividendo de 72 cêntimos por ação (o máximo na história da empresa), a Altri vai entregar aos acionistas um total de 148 milhões de euros, o que representa 76% dos lucros obtidos. Em 2018 a companhia pagou 61,5 milhões de euros, o que representou um "payout" de 64%.

 

Ao dividendo que vai pagar este ano corresponde uma rendibilidade ("dividend yield") de 10%. As ações da Altri fecharam a subir 0,56% para 7,16 euros.  




Saber mais e Alertas
pub

Marketing Automation certified by E-GOI