Tecnologias HP elimina até 9.000 empregos

HP elimina até 9.000 empregos

A HP vai reduzir em 16% da sua força de trabalho, no âmbito de uma vasta reestruturação que visa cortar custos e impulsionar o crescimento das vendas.
HP elimina até 9.000 empregos
Carla Pedro 04 de outubro de 2019 às 00:29

A gigante dos computadores pessoais HP vai eliminar entre 7.000 e 9.000 empregos, o que corresponde a 16% da sua força de trabalho, anunciou a empresa esta noite em comunicado.

 

Esta redução de postos de trabalho insere-se no âmbito de uma vasta reestruturação que visa cortar custos e impulsionar o crescimento das vendas.

 

A reestruturação ocorre com a primeira mudança na liderança de topo da empresa em quatro anos. Dion Weisler, o CEO da HP, está aos comandos da tecnológica desde 2015, quando se separou da Hewlett Packard Enterprise, mas irá abandonar o cargo a 1 de novembro devido a problemas de saúde na família.

 

A empresa sediada em Palo Alto, na Califórnia, refere que este corte de postos de trabalho irá permitir poupar cerca de mil milhões de dólares até ao final do ano fiscal de 2022.

 

A HP contava com 55.000 funcionários há um ano – a última vez que divulgou este dado.

 

No comunicado divulgado esta noite, a empresa anunciou que espera que os seus lucros (excluindo custos de reestruturação e outros itens extraordinários) do ano fiscal de 2020 fiquem compreendidos entre 2,22 e 2,32 dólares por ação. Os analistas inquiridos pela Bloomberg apontam para um lucro médio de 2,23 dólares por ação.

 

O próximo presidente executivo da HP, Enrique Lores, é há muito tempo executivo da empresa norte-americana.

 

A unidade das impressoras, o ramo de negócio da HP que sempre contribuiu grandemente para os seus lucros, tem vindo a registar uma queda das vendas e recentemente foi alcunhada de "cubo de gelo a derreter" pelos analistas da Sanford C. Bernstein.




Saber mais e Alertas
pub

Marketing Automation certified by E-GOI