Tecnologias Microsoft vai lançar linha de tablets de baixo custo para competir com a Apple

Microsoft vai lançar linha de tablets de baixo custo para competir com a Apple

A Microsoft planeia lançar uma linha de tablets de baixo custo já no segundo semestre de 2018, com o intuito de competir com o iPad da Apple.
Microsoft vai lançar linha de tablets de baixo custo para competir com a Apple
Charles Platiau/Reuters
Raquel Murgeira 16 de maio de 2018 às 18:19

A Microsoft prepara-se para lançar uma linha de tablets de baixo custo no segundo semestre deste ano. A marca conta oferecer aos consumidores opções mais baratas do que o iPad da Apple, que domina actualmente o mercado, segundo fontes citadas pela Bloomberg.

 

Os novos Surface da Microsoft vão ter um ecrã de 10 polegadas, aproximadamente o mesmo tamanho que o do iPad mas inferior às 12 polegadas usadas na linha do Surface Pro. Os tablets de baixo custo vão ter um preço a rondar os 400 dólares.

 

A marca pretende lançar vários modelos - com 64 GB e 128 GB de memória. Os novos equipamentos vão ter integrado o sistema operativo Windows 10 Pro.

 

A empresa de tecnologia estima que os novos equipamentos sejam 20% mais leves do que os modelos de topo da sua gama de produtos. A Intel vai ser a fornecedora do processador principal e dos chips dos novos tablets, segundo as mesmas fontes.

 

Esta não é a primeira tentativa da tecnológica no sentido de lançar tablets de baixo custo. Já em 2012 a Microsoft lançou o Surface RT original a um preço de 499 dólares. Depois de o aparelho não ter tido o impacto pretendido, a empresa lançou o Surface Pro. Um tablet mais caro, mas que acabou por conquistar interesse junto dos consumidores e contribuir para a procura do novo iPad da Apple, lançado em 2015, de acordo com a Bloomberg.

 

A última vez que a tecnológica lançou um equipamento na categoria de baixo custo foi em 2015, o Surface 3, que custava 499 dólares e contava com um ecrã de 10,8 polegadas. A empresa parou de vendê-los no final de 2016.

 

No ano fiscal que terminou em Junho do ano passado, a receita dos tablets Surface caiu 2%. No entanto, no último trimestre a receita aumentou 32%, o que indica um novo interesse na marca por parte dos consumidores.

 

Nos últimos quatro trimestres, a Apple vendeu 44 milhões de iPads, o que gerou uma receita de 20 mil milhões de dólares, ao passo que o negócio dos Surface da Microsoft originou uma receita de 4,4 mil milhões de dólares no mesmo período.

Já em Março deste ano a Apple tinha anunciado o lançamento de um iPad mais barato dirigido a estudantes e professores. Foi a primeira vez que a empresa realizou um lançamento de produto direccionado para a educação desde 2012. O iPad de baixo custo tem um preço de 299 dólares no mercado educacional e de 329 dólares para os consumidores. 








A sua opinião0
Este é o seu espaço para poder comentar o nosso artigo. A sua opinião conta e nós contamos com ela.
Faltam 300 caracteres
comentar
Negócios oferece este espaço de comentário, reflexão e debate e apela aos leitores que respeitem o seu estatuto editorial, promovam a discussão construtiva e combatam o insulto. O Negócios reserva-se ao direito de editar, apagar ou mesmo modificar os comentários dos seus leitores se atentarem contra o bom senso e seriedade.O acesso a todas as funcionalidades dos comentários está limitada a leitores registados e a Assinantes.
pub