Tecnologias Woody Allen e Amazon põem fim a disputa de 68 milhões

Woody Allen e Amazon põem fim a disputa de 68 milhões

Os termos acordados entre o realizador e a empresa ainda não são conhecidos.
Woody Allen e Amazon põem fim a disputa de 68 milhões
bLOOMBERG
Negócios 11 de novembro de 2019 às 16:38

O realizador Woody Allen processou a retalhista Amazon depois de esta empresa ter cancelado um contrato de um filme no início do ano. Este "filme" podia custar à Amazon 68 milhões de dólares mas as partes aceitaram fechar o caso, embora sem revelar os termos do acordo.

Foi na passada sexta-feira que a empresa e o realizador arquivaram o caso. A notícia foi avançada pela agência de informação AP News, citada pela CNBC.

Woody Allen processou a Amazon por, alegadamente, a empresa ter quebrado um contrato milionário. O realizador defendeu-se dizendo que estava a contar com esta quantia para "financiar e distribuir os filmes futuros e para ser o seu ‘porto de abrigo’ para o resto da carreira", lia-se no processo, que foi interposto em fevereiro.

Antes, Allen disse ter despendido mais de 20 milhões de dólares a produzir o filme "A Rainy Day in New York" antes da Amazon cancelar o respetivo lançamento e pôr de lado três outros filmes previstos. Segundo a defesa de Woody Allen, a Amazon cancelou o contrato com "alegações, sem fundamento, de uma rapariga de 25 anos" que já seriam conhecidas pela Amazon na altura em que foi planeado o lançamento dos filmes. Em causa está a acusação de uma das filhas do realizador, Dylan Farrow, que garante ter sido molestada pelo pai em 1992, aos sete anos de idade.

A Amazon disse que foram os comentários de Allen sobre o movimento #MeToo que levaram a que a empresa quisesse desvincular-se do realizador.




pub

Marketing Automation certified by E-GOI