Redes Sociais Twitter investiga falha de segurança. Acções deslizam quase 7%

Twitter investiga falha de segurança. Acções deslizam quase 7%

As acções do Twitter afundaram quase 7% na segunda-feira, depois de a empresa ter anunciado que está a investigar falhas de segurança que podem ter exposto dados dos utilizadores.
Negócios 18 de dezembro de 2018 às 08:56

O Twitter está a investigar uma falha de segurança que terá exposto dados dos utilizadores, incluindo códigos dos países e detalhes de contas. A empresa diz que a falha foi resolvida no dia 16 de Novembro. Ao mesmo tempo, o Twitter diz estar a analisar tráfego anómalo, que está a associar a "hackers".

 

As acções reagiram ainda na segunda-feira, 17 de Dezembro, tendo afundado 6,8% para 33,43 dólares.

 

O Twitter diz que ainda "não conseguiu confirmar ou atribuir com segurança" a origem deste tráfego anómalo, cuja origem está a ser relacionada com moradas de internet da China e Arábia Saudita. Mas admite que "algumas das moradas podem estar relacionadas com patrocínios de estados."

 

Têm sido várias as notícias que associam a China a ataques informáticos, mas o Governo de Pequim tem negado qualquer envolvimento.




Saber mais e Alertas
pub

Marketing Automation certified by E-GOI