13 de agosto de 2019 às 18:04
SIMM diz que não pactua com violência e apela a luta "ordeira e pacífica"  

O Sindicato Independente dos Motoristas de Mercadorias (SIMM) disse hoje que não pactua com "atos de violência e de vandalismo" no decorrer da greve e apelou para uma luta "ordeira e pacífica". "Acreditamos e apelamos a uma luta ordeira e pacífica. Não pactuaremos com atos de violência e vandalismo. Assim sendo, demarcamo-nos de qualquer forma desordeira de manifestação e de qualquer ato de vandalismo no decorrer da greve", lê-se numa carta aberta, assinada pela direção do SIMM.

Apesar de afirmar compreender "o desespero" desta classe de trabalhadores que "está a ser vítima de um sistema opressivo e a roçar a ditadura", o sindicato notou ser formado por "motoristas pacíficos e responsáveis". O SIMM acredita "que a luta em que se envolveu é justa" e que "a verdade sairá vitoriosa", apontou.