Turismo & Lazer Jogo em Macau perdeu receitas em 2019

Jogo em Macau perdeu receitas em 2019

Receitas caíram 3,4% para o equivalente a 32,4 mil milhões de euros, depois de registarem em dezembro a maior quebra desde 2016.
Jogo em Macau perdeu receitas em 2019
Bobby Yip / Reuters
Lusa 01 de janeiro de 2020 às 11:05
Os casinos de Macau fecharam 2019 com receitas de 292,46 mil milhões de patacas (cerca de 32,43 mil milhões de euros), menos 3,4% do que no ano anterior, indicam dados oficiais hoje divulgados.

De acordo com dados publicados na página 'online' da Direção de Inspeção e Coordenação de Jogos (DICJ), os casinos de Macau fecharam o mês de dezembro com uma queda homóloga de 13,7%, a mais acentuada do ano. Desde março de 2016, quando as receitas desceram 16,3%, que não se verificava uma quebra tão grande.

Nesse mês, as receitas totalizaram 22,84 mil milhões de patacas (cerca de 2,53 mil milhões de euros), menos cerca de 400 milhões de euros do que em igual período de 2018.

Em 2018, as receitas dos casinos tinham atingido um total de 302,85 mil milhões de patacas (cerca de 33,6 mil milhões de euros).

Capital mundial do jogo, Macau é o único local na China onde o jogo em casino é legal. Operam no território seis concessionárias: Sociedade de Jogos de Macau, fundada pelo magnata Stanley Ho, Galaxy, Venetian, Melco Resorts, Wynn e MGM.



Saber mais e Alertas
pub

Marketing Automation certified by E-GOI