Trading Ações da EDP sobem para máximos de 11 anos

Ações da EDP sobem para máximos de 11 anos

As ações da EDP têm vindo a subir e já tocaram no valor mais alto desde junho de 2008.
Sara Antunes 18 de novembro de 2019 às 17:01

A EDP tem vindo a subir nos últimos tempos, elevando para mais de 23% o ganho desde o início do ano. Esta segunda-feira, a subida registada fez com que as ações da elétrica nacional atingissem o valor mais elevado em mais de 11 anos. 

As ações fecharam o dia a ganhar 1,51% para 3,767 euros, o que corresponde ao valor mais alto desde 6 de junho de 2008. 

As últimas semanas têm sido animadas, no que se refere a informação sobre a EDP. Os lucros subiram, a participação dos chineses diminuiu e os contratos e notícias sobre as operações da EDP Renováveis também têm marcado a agenda. Tudo fatores que ajudam à subida dos títulos da empresa liderada por António Mexia. 

No dia 30 de outubro, a EDP revelou que os seus lucros até setembro aumentaram 55% para 460 milhões de euros, um resultado que é justificado pelo crescimento da área de energias renováveis e pelo desempenho no Brasil. Esta última operação começa a ganhar um novo ímpeto, com a EDP Brasil a querer duplicar de tamanho até 2022, de acordo com o CEO da empresa, Miguel Setas, no "Investir Day" da EDP, realizado em São Paulo.

Dias mais tarde foi revelado que os chineses da CNIC, que chegou a deter perto dos 5% da elétrica e que foi relevante na altura da OPA da China Three Gorges (CTG), reduziu a sua posição para uma participação inferior a 2% do capital da empresa. 

Sobre a relação com o seu maior acionista, a CTG, António Mexia afirmou ao Jornal Económico que qualquer parceria, incluindo com este acionista, tem de ter em conta os interesses de todos os acionistas. E que não poderá permitir que um acionista interfira naquele que é o plano estratégico da empresa.

Palavras que demonstram aos investidores o compromisso que a equipa de gestão tem com aquele que foi o plano estratégico apresentado ainda este ano e que passou pela estimativa de venda de ativos e reforço de investimentos considerados "core".




Saber mais e Alertas
pub

Marketing Automation certified by E-GOI