Bolsa Empresas cortam estimativas de resultados e penalizam Wall Street

Empresas cortam estimativas de resultados e penalizam Wall Street

As bolsas dos EUA abriram o dia em queda ligeira, penalizadas pelo corte de estimativas de algumas empresas e resultados abaixo do esperado.
Empresas cortam estimativas de resultados e penalizam Wall Street
Reuters
Rita Faria 23 de outubro de 2019 às 14:40

As bolsas dos Estados Unidos abriram em queda esta quarta-feira, 23 de outubro, penalizadas pelo corte de estimativas de resultados de várias empresas, que reavivaram os receios em torno da desaceleração global e do impacto da guerra comercial sino-americana.

 

O tecnológico Nasdaq perde 0,18% para 8.088,79 pontos enquanto o S&P500 desvaloriza 0,03% para 2.995,14 pontos. O Dow Jones contraria, com uma subida de 0,17% para 26.832,54 pontos.

 

A Texas Instruments afunda 8,38% para 117,80 dólares, após ter cortado as estimativas para as receitas no quarto trimestre, contagiando negativamente todo o setor das fabricantes de chips. A Intel perde 1,06% para 51,46 dólares, a Analog Devices desce 3,61% para 106,88 dólares e a Nvidia desvaloriza 2,30% para 191,12 dólares.

 

Também a Caterpillar cortou as estimativas de lucros, com base na projeção de que a procura da China será menor do que o esperado. Ainda assim, os títulos avançam 0,8% para 134,20 dólares.

 

Aquém das expectativas ficaram também os números da Boeing, que revelou esta quarta-feira uma quebra de mais de 50% dos lucros no terceiro trimestre deste ano. No entanto, a fabricante de aeronaves avançou que espera um regresso ao serviço dos seus 737 Max nos últimos três meses do ano, o que está a contribuir para a subida das ações de 2,43% para 345,20 dólares.

 

Apesar de, até ao momento, a maioria das empresas do S&P500 que já apresentaram as suas contas terem superado as projeções, os analistas esperam a primeira contração dos lucros desde 2016.

 

Esta quarta-feira, do lado das subidas, seguem algumas empresas do setor da saúde, como a Alexion Pharmaceuticals, que avança 4,07% para 103,32 dólares.




Marketing Automation certified by E-GOI