Bolsa Jerónimo Martins sobe 2,5% e PSI-20 inverte de quatro sessões em baixa

Jerónimo Martins sobe 2,5% e PSI-20 inverte de quatro sessões em baixa

A bolsa nacional alinha-se com as restantes praças europeias no verde, num dia em que a Jerónimo Martins lidera os ganhos da bolsa portuguesa com uma subida de mais de 2%.
A carregar o vídeo ...
Ana Batalha Oliveira 24 de janeiro de 2020 às 08:24
A bolsa nacional abriu em alta, com o índice nacional, o PSI-20, a subir 0,82% para os 5.277,79 pontos. Doze cotadas sobem, três descem e três seguem inalteradas.

Lá fora, o receio em relação ao coronavírus acalma perante as medidas que estão a ser tomadas pelo Governo chinês. Pequim, que ontem havia proibido as viagens a partir da cidade onde o vírus teve origem, Wuhan, já estendeu as restrições a outras nove localizações, isolando cerca de 30 milhões de pessoas, avançou a Bloomberg. Um hospital com 1000 camas está inclusivamente já em construção para acolher os casos detetados. O número de vítimas mortais já aumentou para 25 na China, onde já se contam mais de 800 infetados.

Por cá, a Jerónimo Martins impulsiona a bolsa nacional ao ganhar 2,50% para os 15,81 euros. Ontem, já após o fecho, a Jefferies elevou a recomendação para as ações da retalhista, de "manter" para "comprar", segundo uma nota de análise do banco de investimento citada pela Bloomberg. O "target" do banco de investimento – 19,40 euros - traduz um potencial de valorização de 26% às ações da retalhista. 

Mas a Jerónimo Martins não é o único peso pesado a inclinar a negociação para o verde: o BCP aprecia 1,32% para os 19,19 cêntimos, a Galp avança 0,89% para os 14,23 euros e a EDP sobe 0,66% para os 4,24 euros. A elétrica está a cotar num máximo de janeiro de 2008. 

No vermelho, destaque para a Nos. A operadora cede 0,94% para os 4,85 euros na primeira sessão após três administradores não executivos da Nos envolvidos no Luanda Leaks terem renunciado aos respetivos cargos.



pub

Marketing Automation certified by E-GOI