Bolsa Lisboa acompanha fecho da Europa em alta. Galp dá força

Lisboa acompanha fecho da Europa em alta. Galp dá força

O índice PSI-20 foi influenciado pelo entusiasmo europeu e fechou a primeira sessão da semana em alta, com destaque para a Galp que foi impulsionada pela subida do preço do petróleo.
A carregar o vídeo ...
Gonçalo Almeida 19 de agosto de 2019 às 16:50
A bolsa de Lisboa terminou o dia a ganhar 0,98% para 4.851,39 pontos, apoiada pelo salto da Galp e da família EDP, em linha com o cenário dos pares europeus que hoje, 19 de agosto, negociaram à boleia do 'benchmark' de Frankfurt. O DAX reagiu de forma expressiva à vontade do Governo alemão de apoiar a economia do país com recurso a um plano de estímulos.

Num dia em que as taxas de juro das principais economias mundiais voltaram a subir, após várias semanas em queda, os investidores largaram os ativos considerados mais seguros da dívida para olharem de novo para o mercado de ações, dando força aos títulos.

A dar alguma força à negociação desta segunda-feira está também as recentes notícias que dão conta de um novo aproximar entre Washington e Pequim com vista à resolução do conflito comercial que se arrasta há mais de um ano. Hoje, a China anunciou ainda novos planos para reformar o seu sistema de taxas de juro para baixar os custos de financiamento.

Esta semana o foco dos investidores está voltado para o discurso de Jerome Powell, na próxima quarta-feira, altura em que a Reserva Federal dos Estados Unidos irá divulgar as minutas da sua última reunião de política monetária, que decorreu no final de julho.

Por cá, a boa prestação do índice PSI-20 foi conduzida pela Galp, que valorizou 1,4% para 12,7 euros por ação, beneficiando da subida de 1,19% no preço do Brent para 59,3 dólares por barril.

A casa-mãe EDP avançou 0,7% para 3,368 euros e a EDP Renováveis subiu 2,7% para 9,49 euros.

No setor do retalho, a Sonae e a Jerónimo Martins fecharam em sintonia, com ambas as empresas a ganhar 1,7%.

Fora do PSI-20, a Cofina disparou 14,6% para 0,510 euros por ação, depois de a empresa liderada por Paulo Fernandes se ter chegado à frente na intenção de lançar uma OPA sobre a Media Capital, caso as negociações exclusivas com a Prisa sejam bem sucedidas.



Saber mais e Alertas
pub

Marketing Automation certified by E-GOI