Bolsa Media Capital dispara mais de 34% na primeira reação à possível OPA da Cofina

Media Capital dispara mais de 34% na primeira reação à possível OPA da Cofina

Os títulos da Media Capital reagiram pela primeira vez ao interesse da Cofina na compra da empresa. Já não negociavam desde 19 de agosto e não registavam qualquer variação desde o final de maio.
Media Capital dispara mais de 34% na primeira reação à possível OPA da Cofina
Sara Matos/Negócios
Negócios 26 de agosto de 2019 às 17:24

As ações da Media Capital registaram uma forte subida em bolsa esta segunda-feira, 26 de agosto, a sua primeira reação à possível OPA da Cofina.

 

Os títulos da dona da TVI dispararam 34,39% para 2,54 euros, depois de terem estado sem negociar desde o dia 19 de agosto. No entanto, a última variação de preço recua a 31 de maio, sessão em que a Media Capital afundou 18,53% para 1,89 euros.

 

Na sessão desta segunda-feira trocaram de mãos 2.280 ações da dona da TVI.

 

Esta é, assim, a primeira reação dos títulos à notícia de que a Cofina está em negociações exclusivas para a compra da Media Capital, uma informação avançada pelo Expresso no passado dia 14 de agosto e confirmada pela dona de publicações como o Correio da Manhã e o Jornal de Negócios nesse mesmo dia.

 

Dois dias depois, a empresa liderada por Paulo Fernandes concretizou que o acordo de negociações exclusivas tem uma duração de 30 dias mas pode ser prolongado.

A Cofina detalhou ainda que se houver sucesso nas negociações com a Prisa, então avançará com a divulgação de um anúncio preliminar de oferta pública de aquisição (OPA) sobre as ações remanescentes da Media Capital, admitindo também a designação de um auditor externo para acompanhar o processo. 

Esta segunda-feira, as ações da Cofina desceram 0,4% para 49,8 cêntimos.



Saber mais e Alertas
pub

Marketing Automation certified by E-GOI