Bolsa PSI-20 acompanha perdas generalizadas na Europa

PSI-20 acompanha perdas generalizadas na Europa

A bolsa nacional está a cair depois de duas sessões consecutivas de ganhos, penalizada sobretudo pelo BCP, Galp e Sonae.
A carregar o vídeo ...
Rita Faria 17 de outubro de 2019 às 08:22

A bolsa nacional iniciou a sessão desta quinta-feira, 17 de outubro, em terreno negativo, com o PSI-20 a descer 0,20% para 4.989,75 pontos. 11 cotadas estão em queda, quatro em alta e três inalteradas.

 

Na Europa, o sentimento é igualmente negativo, devido à incerteza crescente em torno do Brexit. Esta quinta-feira tem início o Conselho Europeu em que os líderes do bloco regional vão debater a saída do Reino Unido da UE, e em que se previa que fosse analisado (e aprovado) o acordo alcançado entre o governo britânico e as autoridades europeias.

 

Contudo, ainda não há qualquer acordo fechado, e os unionistas da Irlanda do Norte já informaram que não apoiarão a proposta que está a ser debatida entre Boris Johnson e os negociadores da UE. O primeiro-ministro britânico precisa dos votos dos 10 elementos do DUP para ter hipóteses de conseguir aprovar no Parlamento o potencial acordo que venha a firmar no Conselho Europeu, pelo que esta rejeição constitui, desde já, um obstáculo importante.

 

Esta incerteza está a penalizar as bolsas europeias e também a libra, que segue a descer face às principais congéneres.

 

Na bolsa nacional, o BCP, a Galp Energia e a Sonae são as empresas que mais contribuem para a queda do PSI-20. O banco liderado por Miguel Maya desliza 0,4% para 19,92 cêntimos, a Galp perde 0,3% para 13,51 euros e a Sonae desvaloriza 0,77% para 90,7 cêntimos.

 

A contribuir para queda estão ainda a Navigator, a Altri e a Jerónimo Martins. A Navigator cede 0,49% para 3,278 euros, a Altri desliza 0,75% para 5,315 euros e a Jerónimo Martins recua 0,10% para 15,07 euros.

 

Do lado dos ganhos estão a EDP Renováveis, que sobe 0,41% para 9,73 euros, a Nos, que ganha 0,19% para 5,17 euros, a Corticeira Amorim, com uma subida de 0,21% para 9,73 euros e a Mota-Engil, que avança 0,15% para 1,970 euros.  




pub

Marketing Automation certified by E-GOI