Mercados 5 coisas que precisa de saber para começar o dia

5 coisas que precisa de saber para começar o dia

As atenções estão hoje centradas em Bruxelas, para perceber se há acordo para um Brexit ordenado a 31 de outubro ou se haverá lugar a novo pedido de adiamento. Resultados e dados económicos também marcam a agenda.
5 coisas que precisa de saber para começar o dia
Nuno Carregueiro 17 de outubro de 2019 às 07:30
Cimeira Europeia para o Brexit

Arranca esta quinta-feira em Bruxelas a cimeira europeia de dois dias, que tem como objetivo fechar um acordo para que o Reino Unido possa sair da União Europeia de forma ordeira a 31 de outubro. No final do dia de quarta-feira, Londres e Bruxelas estavam em vias de chegar a um novo acordo para concretizar o Brexit, mas Boris Johnson tinha ainda de assegurar o apoio do parlamento britânico aos termos do divórcio renegociados com Bruxelas.

 

Prosseguem os resultados nos EUA

Os resultados do terceiro trimestre da banca norte-americana estão a superar as estimativas do mercado, gerando ganhos nas cotadas do setor. Depois do JPMorgan, Citigroup e Goldman Sachs terem mostrado as contas entre julho e setembro, hoje é a vez do Morgan Stanley fazer o mesmo, sendo que os analistas estão à espera de uma queda ligeira nos lucros.  

Fora da banca, a Netflix apresentou os resultados após o fecho da sessão de ontem. Os investidores gostaram do aumento de subscritores, levando as ações a disparar mais de 11% no "after hours".
 

EDP diminui produção de eletricidade

Na bolsa de Lisboa ainda não arrancou a época de resultados, mas a EDP anunciou esta quarta-feira os dados operacionais referentes ao terceiro trimestre. A produção de eletricidade desceu 11% entre janeiro e setembro deste ano, face ao mesmo período do ano anterior, devido à grande redução de produção hídrica (-41%).

 

Banqueiros centrais nos encontros do FMI

Prossegue esta quinta-feira a reunião anual do Fundo Monetário Internacional. Destaque hoje para as intervenções em Washington de dois responsáveis do Banco Central Europeu: Villeroy del Galhau de França e Ignazio Visco de Espanha.

 

Dados económicos nos EUA

A queda nas vendas a retalho em setembro pressionou em baixa a evolução das bolsas norte-americanas na quarta-feira e hoje há mais dados para analisar na maior economia do mundo: produção industrial, início de construção de casas novas e novos pedidos de subsídio de desemprego. Em Portugal o Instituto Nacional de Estatística divulga a Síntese Económica de Conjuntura de setembro.

 




Saber mais e Alertas
pub

Marketing Automation certified by E-GOI