Mercados Facebook afirma que bancos centrais não devem temer a Libra

Facebook afirma que bancos centrais não devem temer a Libra

O CEO da Associação Libra, David Marcus, vem defender este projeto do Facebook, sublinhando que não constitui um risco para os bancos centrais.
Facebook afirma que bancos centrais não devem temer a Libra
Reuters
Negócios com Bloomberg 17 de setembro de 2019 às 10:59

O Facebook volta a defender a criptomoeda que criou, a Libra. Desta vez, vem contrariar os receios de que esta divisa venha substituir moedas soberanas como o dólar ou o euro: assegura que não são fundados e que, desta forma, o Facebook não se vem fazer substituir às instituições centrais.

"A Libra foi desenhada para ser um sistema de pagamentos melhorado que funciona com base nas divisas existentes", escreveu o líder do projeto Libra, David Marcus, através da respetiva conta Twitter. "Não existe nova criação de dinheiro, algo que continuará a ser da estrita responsabilidade das nações soberanas", acrescentou.

Declaradas as boas intenções relativamente à criptomoeda, Marcus reconhece que faz sentido criar legislação para prevenir que a Associação Libra se desvie das suas bases. "Vamos continuar a interagir com os bancos centrais, reguladores e legisladores para assegurar que respondemos às suas preocupações através do desenho e operações da Libra", garantiu o CEO.

Os planos do Facebook para criação de uma criptomoeda foram revelados em junho mas têm sido criticados pelos reguladores, nomeadamente, porque receiam que a nova moeda lhes tire a hipótese de atuar através de política monetária, uma arma decisiva até à data. Os planos só deverão concretizar-se assim que exista um melhor entendimento entre ambas as partes, algo que está previsto para o ano de 2020.

 






Saber mais e Alertas
pub

Marketing Automation certified by E-GOI