Mercados Marshall volta a aumentar aposta na queda das ações dos CTT

Marshall volta a aumentar aposta na queda das ações dos CTT

A Marshall Wace aumentou a sua posição a descoberto no capital dos CTT para mais de 1%.
Marshall volta a aumentar aposta na queda das ações dos CTT
Sara Antunes 15 de maio de 2019 às 14:56

As apostas na queda das ações dos CTT estão a aumentar. A Marshall Wace aumentou a sua posição a descoberto no capital dos CTT para 1,58 milhões de títulos, o que corresponde a 1,05% do capital da empresa, de acordo com a Bloomberg.

 

Este crescimento significa que a Marshall está a aumentar a aposta na queda das ações da empresa ainda liderada por Francisco de Lacerda.

 

No final de abril, a Marshall tinha reduzido a sua aposta na queda das ações dos CTT para menos de 1% do capital.


O aumento das apostas na queda das ações dos correios está a aumentar e não é só a Marshall.

 

A Bloomberg adianta que há, pelo menos, cinco entidades que assumem ter posições curtas nos CTT, com o total a corresponder a 4,24% da empresa. A maior posição é detida pela Connor Clark, que tem 1,5%, ou 2,25 milhões de ações dos CTT. Em abril, a Bloomberg referia apenas quatro empresas, com 3,39% do capital dos CTT.

Ainda assim, o valor é bastante inferior ao verificado no verão do ano passado, quando as posições curtas chegaram a representar mais de 10% do capital dos CTT.

Este reforço da aposta na queda das ações dos CTT surge numa altura de alguma instabilidade na empresa. Francisco de Lacerda renunciou à liderança dos correios na semana passada, tendo já sucessor: João Bento, que tomará posse no dia 22 de maio. 





Saber mais e Alertas
pub

Marketing Automation certified by E-GOI