Mercados num minuto Abertura dos mercados: Bolsas sobem com otimismo na frente comercial. Petróleo à espera da OPEP

Abertura dos mercados: Bolsas sobem com otimismo na frente comercial. Petróleo à espera da OPEP

As bolsas europeias negoceiam em alta ligeira, enquanto os juros da dívida seguem em queda, com os investidores de olho nas negociações comerciais. O petróleo está praticamente inalterado à espera da decisão final da OPEP.
Abertura dos mercados: Bolsas sobem com otimismo na frente comercial. Petróleo à espera da OPEP
Reuters
Rita Faria 06 de dezembro de 2019 às 09:18

Os mercados em números

PSI-20 desce 0,09% para 5.124,46 pontos

Stoxx 600 ganha 0,25% para 403,66 pontos

Nikkei valorizou 0,23% para 23.354,40 pontos

Juros da dívida portuguesa a dez anos sobem 0,1 pontos para 0,418%

Euro valoriza 0,03% para 1,1107 dólares

Petróleo em Londres soma 0,05% para 63,42 dólares o barril

 

Bolsas europeias no verde

As bolsas europeias estão a negociar em alta esta sexta-feira, 6 de dezembro, animadas pela expectativa de que os Estados Unidos e a China poderão chegar a um acordo antes de 15 de dezembro, evitando assim o aumento das tarifas norte-americanas sobre os bens chineses.

 

Depois dos sinais de progresso desta semana, ontem o presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, garantiu que as negociações com a China "estão a avançar", o que contribuiu para o otimismo do mercado.

 

Assim, o índice de referência para a Europa, o Stoxx600, soma 0,25% para 403,66 pontos, apesar dos dados dececionantes sobre a economia alemã: a produção industrial desceu 1,7% em outubro, quando os economistas antecipavam uma subida ligeira de 0,1%.

 

Por cá, o PSI-20 contraria a tendência com uma descida de 0,09% para 5.124,46 pontos, penalizado sobretudo pelo BCP, Nos e cotadas da energia. O BCP desce 0,31% para 19,38 cêntimos, a Nos cai 1,32% para 4,932 euros, a EDP desliza 0,25% para 3,628 euros e a Galp perde 0,62% para 14,40 euros.

 

Juros da dívida em alta ligeira

Os juros da dívida da generalidade dos países do euro estão em alta ligeira esta sexta-feira, com os investidores a apostarem no mercado acionista em detrimento das obrigações.

 

Em Portugal, a yield associada às obrigações a dez anos avança 0,1 pontos para 0,418%, enquanto em Espanha, no mesmo prazo, o aumento é de 0,3 pontos para 0,485%. Na Alemanha, os juros sobem 0,3 pontos para -0,294% e em Itália, pelo contrário, a yield cai 1,5 pontos para 1,353%.

 

Libra alivia de ganhos

A libra está a negociar em baixa ligeira face ao dólar, depois de cinco sessões consecutivas em que foi impulsionada pelas sondagens que dão vitória ao partido do primeiro-ministro Boris Johnson nas eleições que serão realizadas no próximo dia 12 de dezembro.

 

Depois de ter atingido ontem o valor mais alto desde maio face à divida norte-americana, a libra desce 0,18% para 1,3133 dólares.

 

Petróleo quase inalterado à espera da OPEP+

O petróleo está praticamente inalterado nos mercados internacionais, à espera da decisão final da OPEP+ (membros da OPEP e seus aliados) sobre os cortes na oferta. Ontem, o cartel concordou na necessidade de aumentar em 500 mil barris os cortes na produção, mas a decisão final do grupo só será conhecida esta sexta-feira, depois de se juntarem às negociações os países aliados, entre os quais a Rússia.

 

Nesta altura, o Brent, transacionado em Londres, sobe 0,05% para 63,42 dólares o barril, enquanto o West Texas Intermediate (WTI), negociado em Nova Iorque, valoriza 0,02% para 58,44 dólares.

 

Ouro em queda

O ouro está a negociar em queda ligeira mas deverá completar esta sexta-feira a segunda semana consecutiva de ganhos, numa altura em que os investidores esperam mais notícias sobre as negociações comerciais entre Pequim e Washington e os dados do emprego nos Estados Unidos.

 

O metal amarelo desce 0,14% para 1.473,89 dólares.




pub

Marketing Automation certified by E-GOI