A carregar o vídeo ...
João Vieira Lopes: "Não faz sentido aprovar um acordo em março com medidas que têm início em 2021"
19.01.2020
Para o presidente da Confederação do Comércio e Serviços (CCP), há "uma contradição" entre a pressa com que o Governo quer fechar o acordo de rendimentos com patrões e sindicatos e a disponibilidade para aceitar medidas exigidas pelas empresas. "Não faz sentido assinar um acordo até março para depois ter um conjunto de medidas que só se aplicam em 2021", entende.


Marketing Automation certified by E-GOI