Ensino Superior 2019 Via verde para o ensino profissional

Via verde para o ensino profissional

Os alunos da via profissionalizante vão ter novas condições de acesso à universidade já a partir do próximo ano letivo.
Via verde para o ensino profissional

O ano letivo que agora se avizinha traz novidades para todos os alunos que pretendem candidatar-se ao ensino superior e, nesse sentido, para os que chegam pelo lado da via profissionalizante, a situação não é diferente.

De acordo com um anúncio recente do ministro do Ensino Superior, Manuel Heitor, todos aqueles que concluírem o ensino secundário em cursos profissionais vão poder aceder ao ensino superior sem terem de realizar os habituais exames nacionais destinados aos alunos do ensino regular.

 

 

O mesmo não será dizer que a entrada é simples e imediata. Na verdade, o acesso passa a ser feito por via de concursos locais nas instituições e deve ter apenas por base as notas e as competências adquiridas pelos alunos. Evitam-se assim os exames em disciplinas fora dos currículos destes cursos profissionais. Os estudantes do ensino profissional passam a ingressar nas universidades ou institutos politécnicos mediante critérios definidos pelas próprias instituições e que devem ser cumpridos do lado do candidato.

 

 

Os concursos locais terão ainda de ser registados na Direção-Geral do Ensino Superior (DGES) e só depois serão definidas as vagas alocadas em cada instituição. Diz o ministro que este valor deverá ser fixado em 10% a 15% do total de vagas no Concurso Nacional de Acesso.

 

 

Apesar das críticas que surgiram a esta nova forma de acesso, são vários os especialistas na área da educação que recusam falar em "facilitismo". Na realidade, já existem, em Portugal, outras formas de medir os conhecimentos à entrada para os cursos que não passam por exames, e que são aplicadas em regimes especiais de acesso como o ‘maiores de 23’, um regime específico para adultos.




Marketing Automation certified by E-GOI