Mestrados e pós-graduações 2019 Preparar profissionais para o mercado

Preparar profissionais para o mercado

Pós-graduações em Cyber Security & Data Protection e Data Science da Rumos ajudam os portugueses a desenvolver competências nas áreas emergentes e críticas para as empresas.
Preparar profissionais para o mercado

Com um mercado a apresentar-se cada vez mais dinâmico, as organizações estão obrigadas a contratar profissionais especializados em áreas emergentes ligadas à tecnologia. As pós-graduações da Rumos ajudam os profissionais portugueses a desenvolver competências nestas áreas emergentes e críticas para as empresas. "O objetivo é transformar os alunos em elementos valiosos e diferenciadores para as organizações em que estiverem inseridos, contribuindo para o aumento da competitividade e crescimento do tecido empresarial português", começa por explicar Jorge Lopes, diretor da Rumos. Estas formações unem a experiência pedagógica da Universidade Atlântica e o know-how na área tecnológica da Rumos. "Somos, afinal, uma das empresas mais reconhecidas no mercado da formação e certificação técnica em Portugal."

 

 

O método de ensino foca-se na utilização prática dos conhecimentos através de casos de estudo baseados em situações reais e os professores são de grande qualidade. O corpo docente da pós-graduação em Data Science, por exemplo, tem profissionais a colaborar em empresas como "a Feedzai, a Talkdesk, a Farfetch, a Vodafone, entre outras". Note-se ainda que as pós-graduações atribuem os créditos ECTS correspondentes a este tipo de formação.

 

 

A pós-graduação em Cyber Security & Data Protection…

 

 

Esta formação pretende preparar os alunos para "compreenderem os riscos, causas de ataques e ameaças de segurança que poderão afetar as organizações". Tem também como objetivo proporcionar os conhecimentos para "implementar um sistema de gestão de segurança, alinhado com as normas legais e com os objetivos de negócio", garantindo a segurança da informação e dos dados de uma organização. Dirige-se a gestores, técnicos e consultores de sistemas e tecnologias da informação. Bem como executivos interessados em perceber a segurança cibernética, proteção de dados e continuidade de negócios, para aumentar a resiliência e trazer valor para as organizações. São 162 horas de formação, presencial ou em live training, em horário pós-laboral, às sextas-feiras e aos sábados, que deverão ser complementadas com estudo e trabalho autónomo do aluno.

 

 

… e em Data Science

 

 

Esta pós-graduação deseja capacitar profissionais para "retirarem valor dos dados gerados pelas organizações, permitindo suportar decisões estratégicas para o negócio e potenciando a competitividade das empresas". A ideia é dar aos alunos "uma visão detalhada, teórica e prática, de conceitos, metodologias e aplicabilidade da data science", transversais a organizações e setores. Os alunos ficam habilitados a: "Criar e gerir equipas de data science; estruturar projetos; identificar oportunidades para uso de data science; saber extrair, processar e explorar dados aplicando métodos estatísticos; e criar modelos descritivos e preditivos." Destina-se, sobretudo, a profissionais que desempenhem, ou queiram desempenhar, funções de tomada de decisão ou de intervenção em processos de análise de dados para a tomada de decisão. O horário é igual ao da supracitada pós-graduação.

 

 

Para a pós-graduação em Data Science, que inicia a 4 de abril, no Porto, ainda existem três vagas. "As turmas fecham com 14 alunos. Mas já temos alunos inscritos na edição do segundo semestre, 10 de outubro, em Lisboa."

 

 

A pensar no futuro

 

 

Questionado se ao longo dos anos tem havido uma maior procura das pós-graduações da Rumos, Jorge Lopes responde afirmativamente, relembrando que a formação em Data Science vai na sexta edição. As empresas já perceberam "a rentabilidade que o investimento em projetos de data science lhes pode trazer" e que a importância de ter profissionais qualificados nesta área "é indiscutível".

 

 

Sobre a possibilidade de surgirem novos programas para 2020/2021, refere que já se estão a preparar novas pós-graduações para o próximo biénio. "A nossa intenção, com estas pós-graduações, é continuar a preparar profissionais em áreas de grande inovação tecnológica que tenham também aplicabilidade real no mercado. Queremos que os nossos alunos possam, após terminarem a sua pós-graduação, trabalhar na área em que se especializaram."



Rumos melhora organizações

A especialização numa área de conhecimento emergente torna os pós-graduados nas formações desenvolvidas pela Universidade Atlântica em colaboração com a Rumos "elementos catalisadores de inovação e crescimento nas suas organizações", afirma Jorge Lopes, prosseguindo: "Levam com eles as ferramentas e o conhecimento partilhado pelos docentes - que são também profissionais experientes nas áreas de conhecimento em questão e que trabalham em grandes players do mercado - para implementarem novas tecnologias e formas de trabalho nas organizações."




Marketing Automation certified by E-GOI