Mobilidade Elétrica 2019  Casos práticos que provam a poupança

Casos práticos que provam a poupança

Vantagens financeiras de um elétrico.
Casos práticos que provam a poupança

Manutenção, combustível e incentivos fiscais. Eis três vantagens financeiras garantidas para quem adquire um veículo elétrico. Ricardo Oliveira, diretor de Comunicação e Imagem da Renault, explica que o investimento na aquisição é, regra geral, o mais "pesado" na vida útil do automóvel. Depois enumera as vantagens, apontando logo o custo do combustível. E dá um exemplo: "Um automóvel ligeiro (a diesel para ser representativo da maioria do parque automóvel) com um consumo de 6 l/km gasta 8,4 euros (considerando o valor de 1,4 euros o litro de gasóleo) para percorrer 100 km. Para 10.000 km/ano são 840 euros. Para 20.000 km/ano são 1.680 euros."

 

Já para os mesmos 6 l, um automóvel elétrico consome "cerca de 15 kW de energia". Em tarifa normal doméstica, um kW de energia custa "cerca de 0,20 euros". "Ou seja, serão necessários 3 euros para percorrer os mesmos 100 km. E 600 euros para 20.000 km." Tendo em conta que o período preferencial de carregamento será o noturno, a opção por uma tarifa bi-horária fará este último valor descer para "cerca de… metade".

 

Ricardo Oliveira afiança ainda que na manutenção os custos são cerca de 30% inferiores aos de um automóvel térmico, relembra a ausência de Imposto Único de Circulação e, em Lisboa, a isenção de pagamento de estacionamento.




Marketing Automation certified by E-GOI