Mobilidade Elétrica 2019  Lexus percorreu o caminho certo

Lexus percorreu o caminho certo

No passado, a marca fez uma aposta arrojada na tecnologia e ganhou. Hoje é um sucesso, como o comprovam os modelos que estão neste momento a ir para o mercado: o ES 300h e o UX 250h.
Lexus percorreu o caminho certo

Hoje, a Lexus tem muita experiência na tecnologia híbrida, sendo uma referência no mercado do setor automóvel. Algo natural, pois o primeiro híbrido Lexus remonta a 2005. Os 14 anos de trabalho na área colocaram à prova a resiliência da marca japonesa, na medida em que "o pioneirismo trouxe um custo associado", explica Nuno Domingues, diretor da Lexus Portugal. "Numa altura em que o diesel ocupava um pedestal, afirmar a tecnologia Lexus baseada em motores a gasolina foi uma tarefa complexa. Chegámos a ter clientes que, após testarem os nossos híbridos e demonstrarem um interesse vincado pela aquisição, desistiam automaticamente do negócio quando se apercebiam que se tratava de um híbrido a gasolina", recorda.

 

O que acabou por fazer a diferença foi o facto de a marca conseguir conquistar a "quase totalidade" dos clientes que compraram híbridos Lexus, desde o seu lançamento. "Passámos a ser nós mesmos os nossos melhores embaixadores, sendo que a recomendação foi um fator determinante para o sucesso da implementação desta tecnologia". Hoje, quando se olha para o passado, a marca chega à conclusão que, apesar de trabalhoso, foi percorrido "o caminho certo". Nuno Domingues afirma que, atualmente, a marca tem uma proposta que "vai ao encontro dos interesses da sociedade", com viabilidade comercial, apesar de, entre as alternativas às motorizações convencionais, o híbrido é a que "menos incentivos tem por parte do Estado".

 

Tecnologia ao serviço da sociedade e do utilizador

 

A tecnologia híbrida da Lexus foi pensada para servir, "simultaneamente, os interesses da sociedade e o utilizador", afirma Nuno Domingues, fazendo um balanço desta engenharia. É uma tecnologia que assegura enorme conforto de utilização, sem que haja necessidade de alterar os hábitos de utilização, nomeadamente através dos carregamentos externos. A tecnologia "Self-Charging Hybrid" Lexus garante consumos de combustível modestos e uma utilização que, "em condução moderada, permite cerca de 50% do tempo de utilização e 25% da distância percorrida em modo 100% elétrico". O responsável da Lexus garante que estes valores foram comprovados por medições feitas nas viaturas de demonstração da marca. "Acresce para a sociedade o facto de a condução em modo 100% elétrico ocorrer predominantemente nos espaços urbanos e semi-urbanos, o que garante o mínimo de impacto junto da população".

 

Sobre a interação da marca com a sociedade e o papel que está a desempenhar para desenvolver a aceitação de novos modelos de mobilidade mais eficientes e sustentáveis, Nuno Domingues sublinha que a Lexus coloca sempre a sociedade em primeiro lugar. Nestes anos não introduziu a tecnologia Plug-in porque os testes que fez na Europa concluíram que "a maior parte dos clientes não carregavam consistentemente as suas viaturas". "Logo, a sobrecarga de peso e componentes resultante da tecnologia Plug-in teria apenas uma vantagem em termos de marketing e comunicação". O responsável refere ainda que as necessidades vão evoluindo e a Lexus está atenta, portanto, "poderá no futuro optar por estas tecnologias". "Neste momento, a Lexus considera que os seus híbridos são a solução que melhor serve a sociedade".




Marketing Automation certified by E-GOI