"Os homens têm um lugar ao sol por natureza", diz vencedora do Prémio Mulher de Negócios

A vencedora do Prémio Mulher de Negócios 2015, Ana Paula Rafael, administradora da Dielmar, destacou o lugar privilegiado dos homens no mundo dos negócios, elogiando, por outro lado, as vantagens de uma equipa de trabalho mista.
"Os homens têm um lugar ao sol por natureza", diz vencedora do Prémio Mulher de Negócios
Miguel Baltazar/Negócios
Liliana Borges 18 de fevereiro de 2016 às 08:30

Já são conhecidas as vencedoras da 16.ª edição do Prémio Máxima Mulher de Negócios, uma iniciativa que culminou esta quarta-feira, 17 de Fevereiro, no Palácio do Governador, em Lisboa. A cerimónia distinguiu mulheres que se destacam nas funções de liderança e gestão e contou com a presença da antiga ministra das Finanças, Maria Luís Albuquerque.

O Prémio Máxima Mulher de Negócios foi entregue a Ana Paula Rafael, administradora da Dielmar, que elogiou o papel das mulheres nas áreas de gestão e liderança e que sublinhou "a capacidade de sonhar" feminina.

cotacao Os homens não têm esta necessidade de sonhar por um lugar ao sol porque já o têm por natureza. Ana paula rafael Vencedora do Prémio Mulher Negócios do Ano


"Não há muitos homens que sonhem. Mas há muitas mulheres que têm sonhos e quando chegam a líderes implementam com muito mais facilidade", considerou. "Os homens não têm esta necessidade de sonhar por um lugar ao sol porque já o têm por natureza", analisou Ana Paula Rafael.

Já Vera Pinto Ferreira, directora-geral da Fox International Channels Ibéria, foi a vencedora do prémio de Mulher Executiva.


Além de premiar a Mulher de Negócios do Ano e a Mulher Executiva do Ano, a cerimónia distinguiu Isabel Mota, membro do conselho de administração da Fundação Gulbenkian, com o Prémio Carreira.


Nas áreas de Ciência, Inovação, Cultura e Cidadania, destacaram-se, respectivamente, Maria Nunes Pereira, directora de tecnologias adesivas, Cristina Fonseca, co-fundadora da startup portuguesa Talkdesk, Xana Nunes, fundadora da Lisbon Week, e Isabel Jonet, presidente do Banco Alimentar Contra a Fome de Lisboa.


A iniciativa contou com o apoio da IMEDDEN, Hugo Boss, Deloitte e Universidade Católica.




pub

Marketing Automation certified by E-GOI