Ulisses Pereira
Ulisses Pereira 04 de novembro de 2019 às 11:08

O Banif morreu antes da TVI o matar

A ação cotava a 0,0014 euros, vindo em autêntica queda livre. O destino, infelizmente, era facilmente vaticinável.
O Ministério Público acusou a TVI de ofensa à reputação económica do Banif. Em causa está o facto do canal televisivo ter noticiado, num domingo à noite, que o banco ia ser alvo de uma medida de resolução. O Banif apresentou queixa considerando que essa notícia originou uma fuga de depósitos nos dias seguintes - estima-se em mais de 900 milhões de euros - que culminou com a intervenção do Estado no banco.

É verdade que a TVI chegou a pedir desculpa por, num oráculo, ter passado a informação que "estava tudo a postos para o fecho do banco" naquele tom sensacionalista que tão pouco aprecio, mas, na verdade, nas notícias era referido que o Banif poderia ser intervencionado nessa semana. Mas é ou não verdade que essa intervenção aconteceu mesmo? Custa-me muito a crer que um juiz vá condenar um canal de televisão por ter dado uma notícia que se veio a revelar verdadeira.

Estou plenamente convicto que seria uma questão de tempo até o Banif ser alvo de uma resolução. Ao longo dos meses anteriores à resolução, em vários artigos e no tópico sobre o Banif no Caldeirão de Bolsa (quase 10 mil posts foram escritos nesse tópico!), foram inúmeras as vezes em que revelava a minha convicção que havia grande probabilidade de implosão no banco. Ter aconselhado os investidores a fugirem do Banif faz-me culpado da sua implosão? Trouxe, de novo, o fatídico gráfico do banco que tirará o sono ainda a muitos investidores. Olhem para o gráfico e era óbvio que estava ali uma morte anunciada. Na altura da notícia da TVI, a ação cotava a 0,0014 euros, vindo em autêntica queda livre. O destino, infelizmente, era facilmente vaticinável. Culpar-se agora a TVI pela implosão do Banif é ignorar que essa morte estava traçada, nas suas decisões, nos gráficos. Já estava morto. Estranho mundo este em que alguém é culpado de ter dado uma notícia verdadeira.



Nem Ulisses Pereira, nem os seus clientes, nem a DIF Brokers detêm posição sobre os ativos analisados. Deve ser consultado o disclaimer integral aqui


Analista Dif Brokers
ulisses.pereira@difbroker.com

 

Saber mais e Alertas
pub

Marketing Automation certified by E-GOI