Ulisses Pereira
Ulisses Pereira 28 de outubro de 2019 às 10:53

O Brexit já não manda aqui

Nesta altura, há uma conclusão óbvia a tirar: os mercados deixaram de querer saber do Brexit.
Comente aqui o artigo de Ulisses Pereira

Pela enésima vez, o Brexit foi adiado. Na véspera do chumbo do acordo por parte do parlamento britânico, os analistas foram traçando cenários sobre qual o impacto que isso teria nos mercados. Os dias a seguir a essa decisão parlamentar foram calmos nas bolsas, sem qualquer reação a mais um pontapé para canto no Brexit.

Durante muitos meses, as notícias em torno do Brexit faziam os mercados ter flutuações fortes. Nesta altura, há uma conclusão óbvia a tirar: os mercados deixaram de querer saber do Brexit. Há alguns anos, quando a bolsa portuguesa vivia obcecada com o "rating" da dívida portuguesa, a certa altura, as decisões dessas agências deixaram de causar impacto. É o que está a acontecer com o Brexit.

Tenho defendido neste espaço de opinião e no caldeiraodebolsa.com que o Brexit vai sendo empurrado com a barriga até passar tempo suficiente que permita haver mais legitimidade em se realizar um novo referendo. Cada vez estou mais convencido disso. Mas, na realidade, isso deixou de interessar aos mercados e Brexit é já uma palavra gasta, vã e fútil para as bolsas.

Enquanto isso, a bolsa portuguesa teve uma boa semana e o PSI andou ligeiramente acima da zona de resistência entre os 5.000 e os 5.060 pontos. Isso não chega para concluirmos por uma rutura consistente da mesma, pelo que continuamos a aguardar por esse momento decisivo para o futuro dos próximos meses da bolsa portuguesa.

Com ou sem saída do Reino Unido da União Europeia porque, na verdade, o Brexit já não manda aqui.


Nem Ulisses Pereira, nem os seus clientes, nem a DIF Brokers detêm posição sobre os activos analisados. Deve ser consultado o disclaimer integral aqui


Analista Dif Brokers

ulisses.pereira@difbroker.com

Saber mais e Alertas
pub

Marketing Automation certified by E-GOI