João Quadros Sócrates ao vivo no Ministério Público 10:19 João Quadros
Não me apetecia nada que Sócrates se safasse e processasse o Estado. Além de um Novo Banco, lá teríamos nós de pagar um novo Sócrates. Seríamos o novo Carlos Santos Silva do "engenheiro".
Manuel Falcão A esquina do Rio 10:16 Manuel Falcão
Costuma dizer-se que resultados passados não garantem rendimentos futuros. Esta semana percebemos que na Assembleia da República, expoente máximo da política à portuguesa, não é assim.
Ontem
Fernando Sobral As novas cidades 19.04.2018 Fernando Sobral
Os centros das cidades estão a ser ocupados por quem tem dinheiro para investir e isso vai conduzir à desertificação dos cidadãos locais.
Bruno Faria Lopes O défice e a política portuguesa: um quizz   19.04.2018 Bruno Faria Lopes
Ainda acha que consegue distinguir quem diz o quê quando se fala de política orçamental? Faça o teste.
Camilo Lourenço Montepio, o maior ativo tóxico nas mãos do Governo 19.04.2018 Camilo Lourenço 29
A associação mutualista não é um banco, é uma "mútua". E está com problemas. Teve capitais próprios negativos em 2016 e preparava-se para os voltar a ter em 2017.
Fernando Ilharco O hábito n.º 1 19.04.2018 Fernando Ilharco
Qual o hábito mais importante para se ser profissional e socialmente eficaz? Ser afectuoso. É o que sugerem investigações várias sobre desempenho, motivação e liderança.
Armando Esteves Pereira O país que adora aumentar a despesa pública  19.04.2018 Armando Esteves Pereira
A melhoria das contas públicas criou uma tensão política gastadora. Com a pressão fiscal em nível recorde parece haver a tentação de voltar a meter mais dinheiro nos problemas, como se isso os resolvesse.
João Borges Assunção O Programa de Estabilidade 19.04.2018 João Borges de Assunção
Infelizmente, o Governo optou por fazer o exercício meramente formal de preencher os mapas anuais relevantes no horizonte até 2022 sem apresentar nenhuma medida de consolidação orçamental.
Anteontem
Pedro Santana Lopes Muito bons resultados  18.04.2018 Pedro Santana Lopes
A Santa Casa comprou, nesse quadro jurídico claro, e vendeu quando lhe pareceu adequado. No caso dos CTT, se não tivesse vendido, estaria hoje a perder uns poucos milhões de euros.
Camilo Lourenço "Mudasti", Centeno, "mudasti"! 18.04.2018 Camilo Lourenço 63
Centeno bem pode clamar que os mercados premiaram a política financeira do Governo. Não é verdade; os mercados premiaram o plano B, pomposamente apelidado de "cativações".