Cronista
André Veríssimo Diretor

André Veríssimo é diretor do Negócios desde Novembro de 2017, tendo iniciado funções na direção em 2013. Antes foi editor de Mercados Financeiros durante seis anos. Licenciado em Comunicação Social pela Universidade Católica, foi jornalista de Internacional e Economia na revista Focus. Antes de se juntar à equipa do Negócios esteve três anos no Semanário Económico, onde foi editor. Recebeu por duas vezes o prémio de jornalismo económico do Santander Totta/ Universidade Nova de Lisboa na categoria de Mercados Financeiros. Nasceu em 1976 e vive em Lisboa.

André Veríssimo Marcação à ministra 20.10.2019 André Veríssimo
Ana Mendes Godinho ainda não assumiu o cargo no Ministério do Trabalho e Segurança Social e já levou várias alfinetadas de vários quadrantes. A vontade de condicionar desde já a sua atuação faz adivinhar que aquele que foi identificado desde logo como um engulho num acordo entre o PS e o Bloco - a legislação laboral - vai ser um tema quente na próxima legislatura.
André Veríssimo Rui Rio, a má moeda  08.10.2019 André Veríssimo 65
Cavaco Silva estendeu uma passadeira vermelha para a mudança de líder no PSD com as respostas cuidadosamente pensadas e pesadas que enviou ontem à agência Lusa. Um caminho que os opositores de Rui Rio estão ansiosos por percorrer, para não deixar escapar o "momentum" criado pela derrota eleitoral.
André Veríssimo Garantirá Costa a estabilidade? 07.10.2019 André Veríssimo
António Costa vence as Legislativas, mas não convence eleitorado suficiente para chegar à maioria absoluta não pedida, mas desejada.
André Veríssimo Rio bom, Rio mau 02.10.2019 André Veríssimo
Rui Rio, já sabíamos, é bom em campanha. Enfeita-se de sorrisos, enche-se de humor, faz-se todo afável, sempre sem perder de vista o adversário, que vai dardejando com tiradas calculadas. Se somarmos a isso um escândalo que fez sobressair os piores fantasmas da governação socialista - mesmo não sendo um exclusivo desta -, temos um PSD em crescimento nas intenções de voto e um PS assombrado por percentagens mais baixas.
André Veríssimo Um caso de regime 26.09.2019 André Veríssimo
A acusação do caso Tancos cai como uma bomba nas aspirações socialistas à maioria absoluta, numa altura em que o partido aparece em perda nalgumas sondagens. As suspeitas sobre a conduta do antigo ministro da Defesa vêm reforçar os receios preexistentes sobre as inclinações para o abuso de poder e comportamentos à margem da ética. Mesmo que seja de apenas parte do Governo, o todo paga pela parte.
André Veríssimo Trump e o "impeachment" 24.09.2019 André Veríssimo
Segundo vários meios da imprensa internacional, o Presidente dos EUA telefonou ao seu homólogo ucraniano para o pressionar a lançar uma investigação à família de Joe Biden, o favorito para vencer a nomeação do Partido Democrata para as presidenciais do próximo ano.
André Veríssimo Tiro ao PAN 18.09.2019 André Veríssimo
Foi um debate estranho o das rádios. Demasiado cordato para um embate de todos contra todos. Aliás, o normal seria assistirmos a um todos contra Costa. O mais parecido com isso foi um quase todos contra o PAN. O que é bastante revelador.
André Veríssimo Uma década de juros negativos? 15.09.2019 André Veríssimo
A manchete de hoje do Negócios ilustra bem por quanto mais tempo o mercado vê os juros manterem-se negativos: pelo menos mais seis anos, segundo os contratos futuros da Euribor. E é bom lembrar que já é assim há quase quatro.
André Veríssimo Um prémio de consolação 10.09.2019 André Veríssimo
Elisa Ferreira não ficou com uma das oito vice-presidências, o que lhe retira peso político na Comissão. Irá trabalhar sob a orientação de dois "vices" executivos: Frans Timmermans, no domínio do "Acordo Verde" para as alterações climáticas, e Valdis Dombrovskis, que ficou com uma pasta que leva o nome "sui generis" de Uma Economia ao Serviço das Pessoas.
André Veríssimo Programas de contas incertas 08.09.2019 André Veríssimo
O tema das contas certas animou o debate entre António Costa e Catarina Martins na RTP. A líder do Bloco acusou o PS de esconder o impacto orçamental das suas promessas eleitorais e o secretário-geral dos socialistas fez contas para o programa do Bloco: uns incomportáveis 30.000 milhões de euros ou 15% do PIB.

Marketing Automation certified by E-GOI